Palmeiras cede empate duas vezes e tropeça na estreia da Libertadores

Do UOL, em São Paulo

Pressionado pela sequência de maus resultados na temporada, o Palmeiras foi ao Uruguai e empatou com o River Plate-URU por 2 a 2. O time paulista chegou a ficar duas vezes à frente, mas cedeu a igualdade para o time uruguaio, que é considerado como a quarta força do Grupo 2.

O primeiro gol da partida foi marcado por Jean. O volante aproveitou assistência de Dudu e tocou na saída do goleiro. No começo do segundo tempo, o River empatou, de pênalti, após Prass cometer falta dentro da área. Gabriel Jesus recolocou o Palmeiras na frente. Logo em seguida, o time uruguaio marcou o segundo gol, de cabeça, depois de cobrança de escanteio.

O Palmeiras volta a campo pela competição no dia 2 de março para enfrentar o Rosario Central-ARG como mandante. O time argentino, por sua vez, estreia na Libertadores diante do Nacional-URU nesta quinta-feira, em casa. Já a próxima partida do time paulista será contra o Santos, no sábado, pela quinta rodada do Paulistão.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE-URU 2 X 2 PALMEIRAS 
 
Local: Domingo Burgueno, em Maldonado (URU)
Data: 16 de fevereiro de 2016, terça-feira  
Horário: 21h45 (de Brasília)  
Árbitro: Julio Bascuñán (CHI) 
Auxiliares: Francisco Mondria e Marcelo Barraza (CHI)
Cartões amarelos: Ángel Rodríguez (River Plate); Lucas, Fernando Prass, Roger Carvalho e Zé Roberto (Palmeiras)
 
Gols: Jean, aos 34 minutos do primeiro tempo, e Michel Santos, aos cinco, Gabriel Jesus, aos 12 e Montelongo, aos 18 minutos do segundo tempo.
 
RIVER PLATE-URU: Pérez; Gonzalez, Ronaldo Conceição, Darío Flores e Agustín Ale; Ángel Rodríguez, Montelongo, Diego Rodríguez e Taján (Ribas); Schiappacasse e Michael Santos (Rosso). Técnico: Juan Ramón Carrasco 
 
PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Roger Carvalho, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Arouca (Robinho) e Jean; Erik (Gabriel Jesus), Dudu e Barrios (Alecsandro). Técnico: Marcelo Oliveira

Como foi o jogo

  • Primeiro tempoO Palmeiras começou a partida com mais posse de bola e conseguiu dar o primeiro chute aos dois minutos de jogo, após boa jogada de Zé Roberto pela esquerda e tentativa de finalização de Jean. Thiago santos pegou o rebote e mandou por cima do gol. Aos quatro, o River respondeu com uma conclusão da entrada da área, de Angel Rodríguez. A bola, porém, passou longe da meta de Fernando Prass. Sete minutos depois, Barrios aproveitou a falha da zaga uruguaia, carregou a bola livre pela intermediária, mas acabou desarmado. Aos 34 minutos, Erik fez boa jogada pela direita e acabou derrubado na área. O árbitro nada marcou. Na sequência, Dudu ficou com a bola e serviu Jean na área. O volante tocou na saída do goleiro e abriu o placar. Após o gol, o River se lançou ao ataque para o ataque. Aos 44, depois de bate-rebate na área, Prass conseguiu ficar com a bola e evitar o empate.
  • Segundo tempoCom Gabriel Jesus no lugar de Erik, o Palmeiras voltou para o segundo tempo tentando segurar a bola no campo de ataque. Aos quatro minutos, porém, o River Plate viu o árbitro assinalar pênalti depois de Prass derrubar Schiappacasse na área. Michel Santos cobrou no canto direito e empatou o jogo. O Palmeiras, porém, não sentiu o golpe. Com Alecsandro na vaga de Barrios, o time alviverde conseguiu marcar o segundo gol. Alecsandro serviu Gabriel Jesus com o peito e viu o camisa 33 matar a bola e tocar na saída do goleiro.O River respondeu em seguida. Vitor Hugo cedeu escanteio para os uruguaios. Após a cobrança, Montelongo cabeceou livre na primeira trave para fazer 2 a 2. Aos 33, Gabriel Jesus fez a parede e Dudu finalizou da entrada de área, com perigo. Seis minutos depois, o camisa 12 arriscou de longe e quase acertou o ângulo do goleiro. Em seguida, o atacante bateu forte para o gol e viu arqueiro uruguaio fazer a defesa em dois lances. No minuto final, Jean teve mais uma chance de marcar, mas mandou para fora em chute da entrada da área.

Destaques

  • Novo esquemaO Palmeiras entrou em campo no esquema 4-3-2-1, com três volantes (Thiago Santos, Arouca e Jean), dois atacantes abertos e um centroavante. No segundo tempo, o time voltou ao 4-2-3-1 depois de três alterações.
  • Vantagem sobre os uruguaiosAté a partida desta terça-feira, o Palmeiras tinha 12 jogos contra times uruguaios. A vantagem é do time paulista, que venceu seis vezes, com três empates e três derrotas.
  • Camisa 12Gabriel Jesus é o quarto jogador a usar a 12 no Palmeiras depois do ex-goleiro Marcos. O zagueiro Wellington vestiu a camisa na Sul-Americana 2012, enquanto outro defensor, Marcos Vinícius, a usou na Libertadores 2013 -- ele acabou substituído pelo zagueiro André Luiz

Melhores

  • Dudu, PalmeirasO camisa 7 atuou em nova posição: pela esquerda do ataque. Apesar disso, com muita movimentação, conseguiu deixar Jean na cara do gol em jogada pelo meio-campo.

Piores

  • Erik, PalmeirasO atacante ganhou uma chance como titular, mas não aproveitou. O camisa 14 pouco tocou na bola e acabou substituído por Gabriel Jesus no intervalo.

Melhores notas

  • River Plate-URU
  • Palmeiras
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
1
8,7
Alexander Rosso
2
6,9
Fernando Prass
 
5
7,4
Michael Santos
7
6,7
Jean

Próximos Jogos - Palmeiras

  1. Botafogo-SP BOT
    Palmeiras PAL
  2. Palmeiras PAL
    Red Bull Brasil RED
  3. Bragantino BRG
    Palmeiras PAL
  4. Palmeiras PAL
    Santos SAN
  5. Mirassol MIR
    Palmeiras PAL

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos