Na estreia de Robinho, Atlético passa sufoco, mas vence com gol de Pratto

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Atacante entrou aos dez minutos do segundo tempo, no lugar do equatoriano Cazares

    Atacante entrou aos dez minutos do segundo tempo, no lugar do equatoriano Cazares

Copa Libertadores, Independência lotado e Atlético-MG em campo. Cenário praticamente ideal para a estreia de Robinho com a camisa 7 do Galo. Para ficar perfeito, nada melhor que uma vitória. Pois ela veio, embora com sufoco e tensão noo final. Por cerca de 35 minutos, o rei das pedaladas mostrou seu futebol e deixou o campo de jogo com a vitória por 1 a 0 diante do Independiente del Valle, do Equador.

O único gol da partida foi marcado por Lucas Pratto, ainda no início da partida. A partida no Horto também contou com a estreia de Cazares com a camisa 11. Cria do Independiente del Valle, o garoto de 23 anos foi regularizado na terça, começou entre os titulares, jogou bem e deu um ótimo cartão de visita ao torcedor.

Mais cedo, no outro jogo do grupo 5, o Colo-Colo venceu o Melgar por 1 a 0. Com os resultados de Santiago e Belo Horizonte, a segunda rodada foi finalizada com o  Atlético sustentando a primeira colocação, agora com seis pontos. O time do Chile tem quatro, o Del Valle soma apenas um e o Melgar ainda não pontuou.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1x0 INDEPENDIENTE DEL VALLE-EQU

Motivo: 2ª rodada do grupo 5 da Libertadores 2016
Data/Hora: 24/02/2016, às 21h45 (de Brasília)
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Assistentes: Ivan Nuñez e Ezequiel Brailovski (ARG)

GOL: Lucas Pratto, 3'1ºT (1-0)
Cartões amarelos: Leonardo Silva, Marcos Rocha, Lucas Pratto, Leandro Donizete (CAM); Luis Ayala, Jefferson Orejuela, Arturo Mina (IND)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 20.851 presentes/R$1.244.430,00.

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete (Júnior Urso - 21'2ºT), Rafael Carioca; Cazares (Robinho - 10'2ºT), Luan (Hyuri - 29'2ºT), Patric e Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre.

INDEPENDIENTE DEL VALLE-EQU: Daniel Azcona; Cristhian Núñez, Arturo Mina, Luis Caicedo e Luis Ayala; Mario Rizotto, Jefferson Orejuela; Junior Sornoza (Gabriel Cortez - 38'2ºT), Emiliano Tellechea (Julio Angulo - 20'2ºT) e Bryan Cabezas (31'2ºT); Jose Angulo. Técnico: Pablo Repetto.

Fases do jogo

  • Primeiro tempoA atmosfera do Horto fez sua primeira vítima com apenas três minutos de jogo. O cruzamento de Marcos Rocha pela direita foi de encontro ao artilheiro Lucas Pratto, que pegou de primeira. A bola apenas passou da linha e nem tocou as redes, mas já foi o suficiente para explodir o Independência e inaugurar o placar. Grogue desde o início, o Del Valle ficou totalmente perdido durante pelo menos 20 minutos, tempo que o Atlético poderia ter ampliado o marcador em outras duas chances reais de gol. Dinâmico pelo meio, o jovem Cazares estreou com o pé direito e fez a festa na armação das jogadas. Um verdadeiro passeio dos comandados de Aguirre, que só levaram um único susto com meia hora de jogo, momento que o time diminuiu o ímpeto e Victor salvou a finalização frente a frente com Cabezas. Saldo muito positivo de primeiro tempo amplamente dominado pelos anfitriões.
  • Segundo tempoSem a mesma intensidade da etapa inicial, a vantagem mínima no marcador estimulou as primeiras manifestações de impaciência do torcedor do Atlético, principalmente após a saída de Cazares, mesmo que tenha sido para a entrada de Robinho. O camisa 7 reanimou o público nas arquibancadas, mas o Galo ainda precisou de alguns minutos para voltar para o jogo e superar seu pior momento na partida. Depois de alguns apertos, o time mandante marcou maior presença no campo de ataque, mas não deixou de sofrer. Sem conseguir matar a partida, a equipe mineira viveu ares de tensão, mas conseguiu sair de campo com a vitória simples, mas os três pontos garantidos.

Destaques

  • Baile de máscarasDo lado de fora do Independência, ambulantes fizeram a festa vendendo máscaras com os rostos dos jogadores atleticanos. As peças de Victor, Luan, Pratto e até Patric já eram conhecidas nas arquibancadas, mas desta vez o acessório de Robinho tomou conta e virou a nova febre entre os torcedores.
  • Maior mosaico do HortoNa entrada dos jogadores em campo, a torcida do Galo exibiu o maior mosaico que a Independência já viu até agora. Nas cadeiras, a mensagem "Aqui é Galo" foi levantada nos três setores inferiores do estádio.
  • 'Ídolo' nos camarotesEle não jogou em Minas, mas venceu uma Libertadores em cima do rival Cruzeiro e ganhou a Massa atleticana. Juan Sebastián Verón, ex-jogador e atual presidente do Estudiantes, também esteve presente no Horto para acompanhar a partida. Verón está em BH para rever amigos, tentar fechar uma intertemporada do clube argentino na Cidade do Galo e até recebeu uma homenagem do time mineiro.
  • Fantasma da 'B'?Com 25 minutos de jogo, a partida precisou ser interrompida por causa de um drone que sobrevoou o campo. Em clara provocação ao Atlético, o aparelho carregava a letra B, em referência à segunda divisão do Brasileiro que o time alvinegro já disputou. Minutos depois, o jogo foi reiniciado.

Melhor em campo

  • Cazares, do Atlético-MGCom um primeiro tempo primoroso, o garoto de 23 anos não sentiu a pressão em sua estreia e foi o grande destaque do jogo no primeiro tempo. Tomou conta do meio-campo e sobrou nas armações de jogadas. Foi substituído por Robinho e gerou vaias da torcida em direção ao técnico Aguirre.

Próximos Jogos - Atlético-MG

  1. Atlético-MG CAM
    Botafogo BOT
  2. Santos SAN
    Atlético-MG CAM
  3. Atlético-MG CAM
    Atlético-GO ACG
  4. Bahia BAH
    Atlético-MG CAM
  5. Vasco VAS
    Atlético-MG CAM

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos