Prass critica arbitragem em derrota do Palmeiras: "Entrou no jogo deles"

Do UOL, em São Paulo

O goleiro Fernando Prass criticou a arbitragem do chileno Enrique Osses na derrota do Palmeiras para o Nacional-URU por 2 a 1, nesta quarta-feira (9), pela terceira rodada da Libertadores. De acordo com o camisa 1, o árbitro foi conivente com a cera feita pelo time uruguaio durante a partida.

"Pedi a ajuda dele (árbitro) enquanto a catimba. Mas ele mesmo usou da catimba. Era só dar o cartão (para os jogadores do Nacional) que resolvia a catimba. Mas ele entrou no jogo do Nacional e fez o que eles queriam. Todas as bolas que o Nacional jogava para fora ou não cobrava, ele ia conversar com os jogadores. Claro que não podemos jogar todos nossos erros nas costas dele, mas caiu no jogo deles. Soube levar o jogo da maneira que ele queria", criticou.

Sobre a dificuldade do Palmeiras em conseguir o empate mesmo com um jogador a mais, Fernando Prass afirmou que o time precisa de soluções para situações desse tipo.

"Tem que criar alternativas para jogos assim. Eles tiveram uma postura que dificultou para gente, mas precisamos ter soluções para essas situações também. Tivemos um volume de jogo, uma posse de bola, mas não conseguimos criar situações. O Nacional fez o papel deles, não tem o que contestar", completou.

Derrotado, o Palmeiras perde a liderança do Grupo 2. Agora, o time brasileiro está em segundo, com quatro pontos, um a menos que o Nacional-URU, novo líder.

Na próxima rodada, as duas equipes voltam a se enfrentar, no dia 17 de março. Dessa vez, no entanto, o embate acontecerá no Parque Central, casa do Nacional-URU, em Montevidéu, no Uruguai.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos