Lugano admite risco na Libertadores: "Se não vencer, fica quase impossível"

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo embarca na manhã desta segunda-feira para a Venezuela, onde jogará na quarta-feira pela Copa Libertadores contra o Trujillanos. Depois de perder do The Strongest, da Bolívia, no Pacaembu, na primeira rodada, a equipe comandada pelo técnico Edgardo Bauza empatou com o River Plate na Argentina e sabe que tem de vencer na Venezuela - como fez o River na primeira rodada - para continuar brigando por classificação. Os desfalques no embarque foram Michel Bastos, que sentiu lesão na coxa, e Calleri, que está suspenso.

"Em princípio a gente não tem outra alternativa que não seja ganhar quarta-feira. Por isso tem que pensar em quarta-feira. Se a gente não vencer, fica quase impossível. A gente tem que superar sobretudo o desgaste do jogo de ontem, a viagem, a gente tem que se recuperar bem pra chegar da melhor maneira possível", falou o zagueiro antes do embarque, no aeroporto de Guarulhos. 

Após duas rodadas, o Strongest é líder do Grupo 1 da Libertadores com seis pontos, seguido por River Plate, com quatro pontos, e São Paulo, com apenas um. O Trujillanos é o quarto e último, sem pontos conquistados. Como o retrospecto histórico do Strongest como mandante na Libertadores é muito positivo, já se espera que os bolivianos cheguem a pelo menos 12 pontos e consigam a classificação. O São Paulo, então, vê possibilidade de vaga na briga com o River Plate. "Quando você pega um time como o Strongest, sabe que em La Paz é muito improvável que você ganhe pontos", diz Lugano. 
 
Titular na partida no lugar de Jonathan Calleri, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o atacante Alan Kardec foi direto ao responder o que espera da partida: gols. Reserva do argentino em 2016 depois de ter sido apontado como potencial líder e referência do elenco no fim de 2015, Kardec espera uma boa atuação individual além da vitória para permanecer no time titular. 
 
"Preciso fazer gol, quero fazer, é o que todos esperam. Quero fazer gols pra que possa aumentar a confiança e para a nossa caminhada, que não é fácil", disse. "Sabemos o peso que terá essa partida. É uma equipe que vai jogar dentro de casa, mas temos condições de buscar essa vitória. Tem que ter a cabeça no lugar e saber que quando as oportunidades aparecerem você tem que estar preparado", falou. 
 
O técnico Edgardo Bauza disse que espera um jogo equilibrado: "Tentaremos ir pra conseguir tirar um bom resultado. O jogo com River na Venezuela foi muito duro, equilibrado, que no fim o River conseguiu vencer. Acho que vai ser o mesmo. Jogarão em casa, serão fortes e teremos que fazer um bom jogo", disse.  
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos