Dracena diz que Palmeiras joga contra pressão, catimba e torcida uruguaia

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

Edu Dracena é um dos jogadores mais experientes do elenco do Palmeiras. Na véspera da partida contra o Nacional, o zagueiro disse que o time alviverde terá de jogar contra diversos aspectos desfavoráveis, entre eles a catimba, a pressão da torcida e a arbitragem.

"Importante estar todo mundo preparado, porque amanhã é uma grande decisão. O Palmeiras tem de entrar com uma forma de querer ganhar desde o primeiro minuto. Amanhã vai ter catimba, vai ter torcida, arbitragem. Vamos ter de jogar contra todos esses aspectos", disse Dracena após o reconhecimento do gramado do Parque Central, em Montevidéu. 

Na última quarta-feira, sem Dracena em campo, o Palmeiras acabou derrotado pelos uruguaios no Allianz Parque. O zagueiro elogiou o adversário e ressaltou a experiência dos atletas, assim como o poder de matar o jogo no contra-ataque.

"Time experiente, um time que sabe sofrer pressão e sabe sair de situações difíceis dentro da partida. A gente pressionou, eles souberam suportar e marcar os dois gols. Eles não vão esperar o Palmeiras, eles vão atacar", afirmou o zagueiro.

A partida contra o Nacional marcará a estreia do técnico Cuca no clube, depois da saída de Marcelo Oliveira. O novo treinador alviverde comandou o primeiro coletivo nesta terça-feira e realizou seis mudanças em relação à derrota para os uruguaios.

Cuca escalou o time no 4-4-2, com Fernando Prass; Lucas, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Arouca, Allione e Zé Roberto; Dudu e Alecsandro. No fim do treino, já no 4-2-3-1, o time tinha Prass; Jean, Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel, Arouca, Gabriel Jesus, Robinho e Dudu; Barrios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos