Presidente do Grêmio reconhece partida ruim mas sublinha 'imortalidade'

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

    Romildo Bolzan Júnior sublinha imortalidade do Grêmio após o empate na Argentina

    Romildo Bolzan Júnior sublinha imortalidade do Grêmio após o empate na Argentina

O presidente do Grêmio não fugiu à análise padrão do resultado contra o San Lorenzo. Segundo Romildo Bolza Júnior, o Tricolor foi inferior. Mas graças, também, à 'imortalidade', o gol aos 44 minutos do segundo tempo garantiu o resultado. 

"Não fizemos uma boa partida. Na maioria do tempo o San Lorenzo teve o domínio do jogo, nos sufocou. Mas quem trabalha corretamente, tem a imortalidade... Neste campeonato não é sempre que se joga bem e ganha.... Aconteceu o inverso. Não fomos bem e empatamos. Estamos vivos na competição, foi um resultado importante, temos o controle da nossa classificação", explicou o mandatário. 
 
A imortalidade se deve ao apelido do Tricolor. Chamado 'imortal' por jogos em que, como nesta terça-feira, busca resultados no fim dos jogos sem jamais desistir. 
 
Foi o mesmo discurso que o técnico Roger Machado fez. Segundo ele, o time brasileiro foi inferior, mas o resultado deixa uma situação aceitável para a classificação. 
 
O Grêmio soma cinco pontos e ficou em segundo na chave, atrás do Toluca, que tem sete e ainda enfrentará a LDU, terceira colocada com três. O San Lorenzo também tem três e é laterna, mas ainda segue vivo matematicamente. 
 
"Não faremos partidas ruins sempre. Não superamos o adversário mas empatamos. Vai chegar o momento que vamos conseguir fazer os gols que queremos. Isso acontece, futebol é assim", explicou. 
 
O próximo jogo na competição continental, contra LDU, acontece apenas em 13 de abril. Até lá, o Gauchão será o calendário gremista. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos