São Paulo finalmente joga bem, atropela e fará decisão contra o River Plate

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo voltou em grande estilo ao Morumbi pela Libertadores e à briga para conseguir uma vaga nas oitavas de final da competição continental. Contra o Trujillanos, nesta terça (05), a equipe brasileira nem parecia a mesma dos últimos jogos e foi capaz de atacar com qualidade e contou com a grande atuação de Calleri para vencer por 6 a 0.

O argentino participou bem no ataque, fez quatro gols, sofreu dois pênaltis e ajudou a equipe brasileira a respirar. O placar elástico ainda marcou a conquista da primeira vitória do time do Morumbi na fase de grupos do torneio. O São Paulo não havia conseguido ainda jogar um bom futebol na Libertadores e muito menos vencer na segunda fase da competição. Foram uma derrota contra o The Strongest logo na estreia e dois empates contra River Plate e Trujillanos até esta terça, os quais deixaram o time em situação de risco no grupo 1.

O resultado leva o São a 5 pontos no grupo 1, o mesmo número do River Plate, próximo adversário da equipe brasileira. O time do Morumbi assume a segunda colocação devido ao saldo de gols. O confronto direto pela vaga nas oitavas de final contra o River é no dia 13 de abril, às 19h30, no Morumbi. 

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 6 X 0 TRUJILLANOS

Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)
Data-Hora : 05/4/2016 – 21h45
Árbitro: Ulises Mereles (Paraguai)
Público: 18.561 pagantes

Cartões amarelos: Mena (São Paulo); José Paéz (Trujillanos); Héctor Pérez (Trujillanos) e Maicon (São Paulo)
Gols: Calleri, aos 12 minutos do primeiro tempo e aos 4 minutos, aos 34 minutos e aos 41 minutos do segundo tempo; Kelvin, aos 17 minutos do primeiro tempo; João Schmidt aos 24 minutos do primeiro tempo; 

São Paulo: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio (Lucão), Mena, Hudson, João Schmidt, Kelvin (Lucas Fernandes), Ganso, Michel Bastos e Calleri

Trujillanos: Héctor Pérez, Granados, Del Castillo, Luiryi Erazo, José Paéz, Gerardo Mendoza (Johan Osorio), Maurice Cova, Franklin Gonzalez (Nieves), Carlos Sosa, James Cabezas e Rúben Rojas 

Como foi o jogo

  • Primeiro tempoO São Paulo iniciou a partida marcando muito o Trujillanos e explorando com facilidade o seu lado esquerdo do ataque, onde o lateral Granado deixava a passagem livre para todas as tentativas do tricolor, que logo deu começaram a dar certo. Aos 12 minutos, Michel Bastos teve muita tranquilidade para carregar a bola pelo lado esquerdo do campo, parar, olhar e cruzar com perfeição para Calleri abrir o placar de cabeça. No lance seguinte, quase mais um gol. A pressão continuou até o final do primeiro tempo e aos 17 minutos, Mena cruzou pela esquerda e Kelvin cabeceou para a defesa de Héctor Pérez. No rebote, o jogador chutou e José Paéz, na linha, não conseguiu evitar o 2 a 0. Novamente o time brasileiro continuou insistindo nas jogadas pelo lado esquerdo e, de novo, chegou com tranquilidade ao ataque: aos 24 minutos João Schmidt João Schmidt passou para Ganso e ficou livre para receber na área e chutar para marcar mais um.
  • Segundo tempoO São Paulo começou o segundo tempo como terminou o primeiro: atacando. De novo, a defesa do Trujillanos foi frágil demais para a insistência dos brasileiros e de um argentino em especial. Assim, Calleri sofreu pênalti aos 4 e o próprio Calleri bateu para por fim a sequência de cinco pênaltis desperdiçados pelo time. Aos 20 minutos do segundo tempo, Denis fez sua "defesa mais difícil" no jogo, depois de cobrança de falta de Cova. O time do Morumbi continuou atacando até que Calleri aproveitou uma saída ruim da defesa do Trujillanos e sofreu outro pênalti do goleiro Héctor Pérez. Ele mesmo bateu, perdeu e conseguiu mandar a bola para dentro no rebote. E tinha tempo para mais um. Aos 41 minutos, Lucão deu bom passe para o atacante argentino, que fez o seu quarto gol no jogo.

Melhores

  • Michel Bastos, São PauloMuito cobrado pela torcida do São Paulo em seus últimos jogos, Michel Bastos deu um importante passo para fazer as pazes com o torcedor são-paulino. O jogador fez a jogada do primeiro gol da equipe nesta terça e ainda participou de forma decisiva da partida.
  • Calleri, São PauloO argentino foi o nome dos gols na partida. Calleri sofreu dois pênaltis, fez quatro gols e tornou o jogo do São Paulo muito mais fácil contra o Trujillanos. Com os quatro gols desta terça, Calleri chegou a cinco gols pelo São Paulo na Libertadores.

Destaques

  • Torcida Independente protesta A torcida organizada Independente protestou nos arredores do Morumbi antes do jogo contra o Trujillanos. Os torcedores manifestaram contra o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de SP Fernando Capez (PSDB-SP) e o promotor Paulo Castilho após o Governo do Estado de SP decidir que clássicos no estado serão disputados apenas com torcida única.
  • Retorno ao Morumbi na LibertadoresO São Paulo retornou ao Morumbi em uma partida pela Libertadores da América nesta terça (05). O estádio ficou fechado por três meses para troca de gramado.

Piores

  • Granado, Trujillanos (VEN)O lateral direito do Trujillanos foi uma mãe para os homens de ataque do São Paulo. Os três primeiros gols da equipe do Morumbi saíram justamente pelo lado esquerdo de ataque brasileiro. Foi a "avenida Granado".

Melhores notas

  • São Paulo
  • Trujillanos (VEN)
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
5
9,2
Paulo Henrique Ganso
5
4,9
Rubén Rojas
 
1
9,1
Calleri
8
4,8
Luiryi Erazo

Próximos Jogos - São Paulo

  1. Palmeiras PAL
    São Paulo SPA
  2. São Paulo SPA
    Ponte Preta PON
  3. Vitória VIT
    São Paulo SPA
  4. São Paulo SPA
    Corinthians COR

UOL Cursos Online

Todos os cursos