Robinho não ficou o tempo todo em campo. Técnico do Atlético-MG explicou

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Robinho teve atuação apagada na derrota do Atlético-MG para o Independiente Del Valle

    Robinho teve atuação apagada na derrota do Atlético-MG para o Independiente Del Valle

Artilheiro do Atlético-MG no Campeonato Mineiro, com oito gols, Robinho fez sua primeira partida como titular na Copa Libertadores. Mas o camisa 7 não foi bem e ficou em campo somente até o minuto 21 da etapa final. O atacante deu lugar ao lateral direito Carlos César. A opção de Diego Aguirre causou a irritação de muitos torcedores.

Naquele momento o time mineiro perdia por apenas um gol de diferença e o técnico Diego Aguirre tirou Robinho para colocar um jogador mais defensivo. Alteração diferente, mas o treinador tem a justificativa. Assim como ele explicou a entrada do volante Leandro Donizete na vaga do meia Cazares, responsável para pelo passe para Júnior Urso empatar o jogo em 1 a 1.

"Donizete entrou para reforçar o meio-campo, que estávamos perdendo muito a bola. Depois entrou Carlos César para avançar o Douglas Santos. Não tínhamos opções ofensivas no banco e tentei reforçar a busca pela bola. Tentamos mudar alguma coisa que não estava bem e buscamos outras alternativas. Não estávamos pegando na bola. Fiz as trocas que entendia que seriam melhores. Mas não fomos bem nem no primeiro tempo nem no segundo", justificou o treinador, que optou por não relacionar Pablo, o único atacante reserva à disposição.

As outras alternativas para o setor ofensivo não podiam jogar contra o Independiente Del Valle. Dátolo, Hyruri, Carlos e até mesmo Patric – lateral usado como ponta por Aguirre – estão lesionados ou em fase final de recuperação, enquanto Clayton chegou ao clube após o encerramento das inscrições para a fase de grupos da Libertadores.

Situação que vai ser vem diferente na próxima rodada do torneio continental, contra o Melgar, do Peru. Mesmo com a derrota o Atlético está em situação bastante confortável no grupo 5. O time alvinegro só fica fora da próxima fase das oitavas de final com uma combinação de resultado, que passar por ser goleado pelos peruanos, no Mineirão, na próxima quinta-feira.

Além disso, o técnico Diego Aguirre vai ter mais opções para amar o time e até mesmo o banco de reservas. Mas algo que ele não usou como justificativa para a derrota para o Independiente Del Valle. O treinador uruguaio ressaltou que escalou uma boa equipe, mas que o Atlético não teve uma jornada feliz no Equador.

"Acho que foi uma atuação inesperada, pois não jogamos. Coloquei um time em campo para jogar, um time muito bom tecnicamente. Lamentavelmente não conseguimos jogar e impor nossa qualidade individual. A derrota foi justa. Não tivemos uma noite boa", completou o treinador do Atlético, que pode até perder por dois gols de diferença na próxima rodada que estará nas oitavas de final da Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos