Grêmio treina '200 metros acima do necessário'. Lesionados voltam

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    CT usado pelo Grêmio em Quito, no Equador, com 3 mil metros de altitude

    CT usado pelo Grêmio em Quito, no Equador, com 3 mil metros de altitude

O Grêmio está encarando com muita seriedade a adaptação à altitude de Quito. Tanto que realiza seus treinamentos em um local com mais altitude do que o palco do jogo contra LDU, na quarta-feira. O CT da seleção do Equador está 200 metros mais alto que o estádio Casa Blanca, onde ocorre o jogo. Nesta segunda-feira (11), Fred e Walace retomaram atividades. 

Os dois eram preocupações do técnico Roger Machado. Fred levou a pior em uma dividida no primeiro treinamento com bola no Equador. Já Walace torceu o tornozelo no jogo das quartas de final do Gauchão contra o Brasil de Pelotas. 
 
Ambos estiveram no trabalho realizado na tarde desta segunda, em Quito. Segundo a direção do Grêmio, o CT onde o clube trabalha, que é da seleção do Equador, está a 3 mil metros acima do nível do mar. Já o estádio Casa Blanca fica, como a maior parte da cidade de Quito, com 2,8 mil metros de altitude. 
 
Sendo assim, o Tricolor se prepara com efeitos ainda superiores aos que irá encontrar no jogo da penúltima rodada da fase de grupos da Libertadores. O jogo ocorre nesta quarta-feira às 21h45 (horário de Brasília). 
 
Uma vitória deixa o Grêmio praticamente classificado. Empate encaminha vaga. Derrota, porém, faz a LDU assumir a vice-liderança do grupo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos