Palco do título de 2013, Mineirão pode dar novo final feliz ao Atlético-MG

Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Heroi do título da Libertadores, Victor defende o primeiro pênalti da decisão com o Olímpia

    Heroi do título da Libertadores, Victor defende o primeiro pênalti da decisão com o Olímpia

A noite do dia 24 de julho de 2013 e os primeiros minutos do dia 25 são especiais para o torcedor do Atlético-MG. A equipe alvinegra venceu o Olímpia por 2 a 0, no Mineirão, e depois levou o título da Copa Libertadores ao vencer também a disputa de pênaltis. Quase três anos depois o Atlético volta ao estádio para um jogo pelo torneio continental.

A situação agora é bem diferente. Nada de final ou até mesmo necessidade de vitória para alcançar o objetivo. Na partida desta noite, às 19h30, o Atlético pode até perder por um gol de diferença para o Melgar que vai terminar entre os dois melhores do grupo 5.

Porém, mais do que a classificação, o Atlético volta a Mineirão para reencontrar o bom futebol. Depois de fazer 7 a 2 no Villa Nova, também no Gigante da Pampulha, a equipe alvinegra perdeu duas partidas consecutivas. O suficiente para a torcida começar a pressionar a comissão técnica. O presidente do clube, Daniel Nepomuceno, se reuniu com jogadores no começo da semana. O pedido é um só: jogar bem.

E contra o Melgar o Atlético não poderia ter chance melhor. A equipe faz a pior campanha entre os 32 participantes da fase de grupos da Libertadores. Vencer e por uma boa diferença de gols é o que o Atlético precisa para voltar ao rumo certo, afinal de contas é no Mineirão que o time atleticano quer jogar no final de julho, mais uma vez numa decisão continental.

"Chegou o momento de decisão, aquele momento em que o erro tem de ser próximo de zero. A concentração, o foco e, principalmente, a preparação precisam ser as melhores possíveis. É legal voltar a jogar no Mineirão pela Libertadores, palco da nossa principal conquista. Mas sabendo que temos a responsabilidade deste jogo, A história de 2013 já foi feita, agora temos de começar a construir a história de 2016", comentou o goleiro Victor, um dos remanescentes daquela noite inesquecível para a torcida atleticana.

Se Victor sabe muito bem o gosto de levantar uma Copa Libertadores, o atacante Robinho está em busca da primeira. O jogador esteve muito perto, na época do Santos, mas acabou vice-campeão. Com outra oportunidade de conquistar o continente, Robinho sabe que uma grande atuação diante dos peruanos pode impulsionar a equipe nas próximas fases.

"Não precisa nem falar da importância do jogo. A gente sabe que precisa ter uma grande apresentação e acho que o time está preparado. O objetivo, com todo respeito ao Melgar, é entrar no Mineirão e que possa ser uma noite maravilhosa para o nosso time", comentou o artilheiro do Atlético na temporada, com nove gols, mas todos anotados no Mineiro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X MELGAR

Data: 14 de abril de 2016, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 6ª rodada do grupo 5 da Copa Libertadores
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Carlos Lopez e Luis Sanchez (VEN)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Tiago, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Júnior Urso e Cazares; Robinho e Lucas Pratto.
Técnico: Diego Aguirre.

MELGAR: Ferreyra; Loyola, Bolaños, Villamarín e Quina; Torres, Arias, Santamaría e Sánchez; Fernández e Cuesta.
Técnico: Juan Reynoso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos