Nobre lamenta eliminação, mas tem esperança: "time está pegando corpo"

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, lamentou a eliminação da Libertadores mesmo com o Palmeiras tendo goleado o River-URU por 4 a 0. Apesar da queda na competição continental, o dirigente disse ter esperança com a equipe que o Palmeiras está se tornando. 

"Estou chateado e como todo Palmeiras com a saída da Libertadores, mas estou animado em ver o time pegando corpo, mostra uma organização diferente em campo e estou esperançoso que 2016 será bom como 2015", comentou após a partida. 

Paulo Nobre, como de costume, assumiu a responsabilidade pela eliminação. "Não quero dividir parcela com diretoria. A culpa sempre do mandatário, do presidente, porque o que dá errado é o mandatário que tem que assumir a responsabilidade porque se não deu certo, a responsabilidade é minha".

O presidente ainda preferiu não falar sobre a troca de comando técnico do Palmeiras com a saída de Marcelo Oliveira e a chegada de Cuca. "Acho fácil analisar as coisas no futuro com relação ao que aconteceu no ano passado. Essa atual gestão sempre toma atitudes com a razão e sempre no momento que acha o correto", explicou.

O dirigente também falou que não ficou decepcionado pela derrota do Nacional. "É difícil comentar o que acontece na casa dos outros. O nacional decidiu poupar jogadores e têm suas razões. O Palmeiras é que tinha que não depender dos outros, mas aconteceu e eu não posso julgar o nacional por isso", completou. 

Nobre destacou o jogo pelo Campeonato Paulista. "Temos um jogo muito difícil contra o São Bernardo e o foco tem que ser esse, o próximo jogo. Eu tenho certeza que seremos competitivos segunda-feira e que sendo competitivo chegaremos à semi do Paulista", disse. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos