"Prefiro pegar um argentino a enfrentar altitude", avalia meia do Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Giuliano tenta jogada em confronto do Grêmio com Toluca, pela Libertadores

    Giuliano tenta jogada em confronto do Grêmio com Toluca, pela Libertadores

Giuliano foi claro ao avaliar as chances do Grêmio nas oitavas de final da Libertadores. Depois da vitória sobre o Toluca, nesta terça-feira (19), o armador disse que prefere encarar um argentino a ter a altitude pela frente. 

"O River [Plate, adversário atual] tem muita tradição e se equivale ao Grêmio. Eu prefiro pegar um time argentino do que ter que jogar na altitude novamente. Mas não podemos escolher adversário", disse Giuliano.
 
O Grêmio encarou altitude duas vezes na primeira fase da Libertadores. Perdeu para o Toluca com 2,6 mil metros acima do nível do mar no México e venceu a LDU com 2,8 mil metros acima do nível do mar em Quito. 
 
É improvável um rival que use altitude. Com a vitória por 1 a 0 desta terça, o Grêmio chegou a 11 pontos e deixou o Toluca com 13. Virou a melhor campanha entre os vice-líderes e pode perder um posto apenas no complemento da rodada. Dificilmente teria o Toluca pela frente novamente. 
 
Outro rival que poderia pintar no caminho seria o The Strongest. Mas os bolivianos precisam vencer o São Paulo e ainda contar que o River Plate não vença o Trujillanos. 
 
Antes de pensar nas oitavas da Libertadores, porém, o Grêmio irá encarar dois duelos com o Juventude pelo Campeonato Gaúcho. O primeiro jogo será em Caxias do Sul, na quinta-feira. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos