Gremista tomou remédio pra crescer e não deu. Mas foi decisivo pelo alto

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jefferson Bernardes/Divulgação/Grêmio

    Volante Ramiro fez seu primeiro gol de cabeça na carreira e teve grande atuação

    Volante Ramiro fez seu primeiro gol de cabeça na carreira e teve grande atuação

Ramiro viveu uma situação inédita em sua carreira nesta terça-feira. Do alto de seus 1,69, recebeu lançamento por cima e, sem pular, colocou de cabeça na rede do Toluca. O gol da vitória do Grêmio pela Libertadores foi o primeiro desta forma na carreira do volante que virou lateral e já se incomodou com a estatura. 

O tamanho incomodava principalmente a família de Ramiro. Antes mesmo de jogar futebol, o gaúcho natural de Gramado, na serra, se destacava em outro esporte: o tênis. Ali entendia o pai, que até hoje acompanha de perto a carreira, que era necessário ser mais alto. Quando houve a escolha pelo futebol, a necessidade se tornou ainda maior. 

Ramiro tentou. Tomou alguns remédios, consultou médicos em Porto Alegre, mas o tratamento não foi levado adiante. Ficou do tamanho necessário. E talvez se tivesse crescido mais não teria tanto sucesso. 

Do Gramadense, em sua cidade natal, ao Juventude foi um passo. Do time de Caxias do Sul ao Tricolor outro. E a afirmação começou em sua posição de origem. Mas as lesões de 2015 frearam sequência na equipe e ocasionaram uma troca de posição. Hoje Ramiro é lateral - algo que só tinha sido há muito tempo. 

Mas por ali assumiu lacuna presente desde a saída de Galhardo. Contra o Toluca, apareceu dentro da área rival aos 15 minutos. Luan percebeu o movimento e enfiou uma bola perfeita, mas por cima. E ali ele fez o movimento correto e colocou nas redes. 

"Não é minha característica, não tenho altura para isso. Mas no momento o que importou foi a colocação e o belo passe do Luan", disse na saída de campo. 

O primeiro gol de cabeça na carreira coroou uma boa atuação. Ramiro por pouco não deu assistência para Luan no primeiro tempo. No segundo recebeu em lance parecido dentro da área e cruzou para Henrique Almeida, mas o centroavante não conseguiu completar. 

A atuação só concordou com os que dizem que "tamanho não é documento" ou "os melhores perfumes vem nos menores frascos". Ensinamentos populares que certamente, em tom de brincadeira, Ramiro já deve ter usado como defesa. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos