Denis falha, Calleri salva e SP avança com confusão e zagueiro no gol

Do UOL, em São Paulo

Foi Jonathan Calleri, como sempre, quem salvou o São Paulo na noite desta quinta-feira (21), em La Paz, na Bolívia. Depois de sofrer na fase de grupos da Copa Libertadores, o time do Morumbi conseguiu empatar por 1 a 1 contra o The Strongest e os 3.660 metros de altitude de La Paz e se classificou às oitavas de final, de forma dramática, com um jogador da linha no gol nos minutos finais.

O jogo começou com a surpresa do técnico Edgardo Bauza, que decidiu tirar Paulo Henrique Ganso – que faz boa temporada em 2016 – do time titular para escalar o volante Wesley. O São Paulo viu o Strongest abrir o placar após falha do goleiro Denis e empatou graças ao 7º gol de Calleri na Libertadores, artilheiro da competição - nos minutos finais, Denis foi expulso quando Bauza já tinha feito as três substituições, e o zagueiro Maicon teve de virar goleiro.

Após o apito final, Calleri foi agredido por jogadores do The Strongest em confusão que gerou pancadaria entre os dois times. No meio do entrevero a arbitragem expulsou o atacante argentino do São Paulo.

Com o resultado, o São Paulo enfrentará o Toluca, do México, nas oitavas de final. Como se classificou em segundo lugar, o São Paulo jogará o primeiro jogo no Brasil e decidirá no México a vaga nas quartas. 

FICHA TÉCNICA
THE STRONGEST X SÃO PAULO

Gols: Cristaldo (1-0), Calleri (1-1)
Cartões amarelos: Escobar / Denis, Bruno e Caramelo
Cartões vermelhos: Denis e Calleri

The Strongest: Vaca; Bejarano, Marteli, Maldonado e Cristaldo (Ramallo); Chumacero (Neumann), Veigaza e Castro; Wayar, Escobar e Alonso (Torres)

São Paulo: Denis; Bruno (Caramelo), Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes e Wesley; Kelvin, Michel Bastos (Ganso) e Calleri (Alan Kardec)

Fases do jogo

  • Primeiro tempoA proposta de Edgardo Bauza sem Ganso foi clara: fechar os espaços do Strongest e segurar o empate. Funcionou parcialmente: o São Paulo de fato conseguiu impedir que os bolivianos chegassem perto do gol de Denis, mas apresentou falhas. Em cobrança de falta de longe do Strongest, Denis saiu mal do gol e viu Cristaldo completar de cabeça, livre no segundo pau, para abrir o placar. Mesmo com o resultado desfavorável, Bauza manteve Ganso no banco e viu o empate sair com Calleri. Kelvin cobrou escanteio e o argentino marcou de cabeça.
  • Segundo tempoO São Paulo voltou do intervalo sem Ganso, e Bauza manteve a proposta de jogo de se fechar para segurar o empate. Depois do intervalo, porém, o São Paulo teve ainda mais problemas para criar jogadas. No início, uma falha defensiva fez Matías Alonso sair na cara do gol e perder a chance mais clara do jogo - seria o segundo gol do Strongest. Ganso foi a campo antes da metade do segundo tempo no lugar de Michel Bastos. Durante a segunda etapa, assim como no primeiro tempo, o destaque são-paulino foi para Hudson, sempre bem posicionado e decisivo no bloqueio aos bolivianos. Nos últimos 20 minutos o Strongest passou a pressionar muito e chegou perto do gol em cabeceio de Neumann. Nos acréscimos, o zagueiro Maicon teve de virar goleiro depois da expulsão de Denis.

Destaques

  • Toca no Calleri que é golJonathan Calleri chegou ao 7º gol desde o início da fase de grupos da Libertadores e se manteve na artilharia do torneio - marcou oito, no total, se o gol na pré-Libertadores for contabilizado. Ele marcou oito dos dez últimos gols do São Paulo nas últimas partidas.
  • Contra marca negativaO São Paulo não é eliminado na fase de grupos da Libertadores desde 1987.
  • Denis culpa a zaga após falhaAinda no intervalo, depois da falha cometida no primeiro gol da partida, Denis culpou os companheiros. Em entrevista à Fox Sports, disse: "Faltou defesa acompanhar, não podemos ficar com dois jogadores livres"

Melhores

  • Hudson, São PauloUm dos destaques do time no ano, o volante foi decisivo principalmente no primeiro tempo ao bloquear jogadas do Strongest. Foi o exemplo de comprometimento e empenho em campo
  • Calleri, São PauloDecidiu contra o Cesar Vallejo, contra o Trujillanos, contra o River e agora contra o Strongest. O São Paulo deve ao argentino boa parcela da classificação às oitavas

Piores

  • Denis, São PauloNão foi a primeira falha nesta edição da Libertadores. E também não foi a primeira vez que o goleiro não assumiu a culpa. Nesta quinta, na Bolívia, culpou os companheiros de defesa
  • Alonso, The StrongestO atacante teve a chance mais clara do jogo quando o placar marcava 1 a 1, escorregou e finalizou muito fraco, facilitando defesa sem riscos para Denis

Melhores notas

  • The Strongest
  • São Paulo
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
1
6,7
Pablo Escobar
1
8,5
Calleri
 
8
6,5
Luis Maldonado
5
7,7
Paulo Henrique Ganso

Próximos Jogos - São Paulo

  1. Palmeiras PAL
    São Paulo SPA
  2. São Paulo SPA
    Ponte Preta PON
  3. Vitória VIT
    São Paulo SPA
  4. São Paulo SPA
    Corinthians COR

UOL Cursos Online

Todos os cursos