Boca pode ficar sem torcida visitante em possível duelo com Corinthians

Do UOL, em São Paulo

  • EITAN ABRAMOVICH/AFP

    Se passar pelo Cerro Porteño, Boca de Tevez enfrentará o vencedor de Corinthians x Nacional

    Se passar pelo Cerro Porteño, Boca de Tevez enfrentará o vencedor de Corinthians x Nacional

O Boca Juniors pode ser punido pela Conmebol com a proibição do comparecimento da torcida argentina como visitante caso o time confirme a classificação às quartas de final da Copa Libertadores.

Na última quinta-feira (28), torcedores argentinos furtaram cidadãos, saquearam comércios e protagonizaram violência generalizada em Assunção, no Paraguai, antes da vitória por 2 a 1 contra o Cerro Porteño. Como resultado da confusão, 237 torcedores acabaram presos - entre eles, os principais líderes da torcida organizada La 12.

O vencedor do duelo entre Boca x Cerro enfrentará quem avançar do confronto entre Corinthians x Nacional-URU. Sendo assim, caso o time argentino se classifique e seja punido pela Conmebol e a equipe brasileira também garanta a vaga nas quartas, os torcedores do Boca não poderão comparecer ao jogo na Arena em Itaquera.

"Antes do jogo entre Cerro e Boca aconteceu confusão entre torcidas. Eram quatro grupos de aproximadamente 60 pessoas. Saíram dos ônibus, assaltaram várias pessoas e os comércios. Roubaram bebidas alcoólicas e quebraram carros. As penas por esses delitos podem chegar a cinco anos", relatou Aldo Cantero, fiscal de Segurança e Convivência do Paraguai.

Segundo ele, a Polícia realizou buscas nos ônibus dos torcedores do Boca Juniors e encontrou armas brancas, quase 75 gramas de maconha e dois gramas de cocaína, além de várias garrafas de bebidas alcoólicas.

De acordo com Cantero, a intenção da Polícia de Assunção é indiciar os dois líderes de La 12 e mais quatro torcedores argentinos por atos de vandalismo. Os demais 231 seriam liberados.

A torcida organizada se defendeu das acusações, negou os atos de vandalismo e disse que não foi responsável pela confusão generalizada em Assunção. "Ou vamos todos juntos ou não vai ninguém", disse um porta-voz de La 12 aos meios de comunicação paraguaios, em referência aos seis torcedores que seriam indiciados.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos