Grêmio terá de fazer o que só Inter conseguiu contra o Rosario

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Grêmio tem que ganhar na Argentina. Em 41 anos, só Inter conseguiu isso contra Rosario

    Grêmio tem que ganhar na Argentina. Em 41 anos, só Inter conseguiu isso contra Rosario

O Grêmio precisa vencer o Rosario Central, na Argentina, para seguir vivo na Copa Libertadores. E a ironia do destino é que, em 41 anos de confronto com times brasileiros, o clube apelidado de 'canalla' só perdeu uma vez. E foi para o Internacional.

Tradicional rival do Grêmio, o Colorado ganhou do Central na Argentina em 2005, nas oitavas de final da Sul-Americana. O placar foi 1 a 0, gol de Rafael Sobis.

De 1975 até 2016, o Rosario Central já recebeu nove times brasileiros no estádio Gigante de Arroyto: Cruzeiro, Atlético-MG, Santos, Corinthians, Vasco, São Paulo, Coritiba, Inter e Palmeiras. Em 12 jogos, tem sete vitórias, quatro empates e somente uma derrota.

"Vai ser o jogo mais difícil (do ano), pela circunstancia e pela qualidade do adversário. Vamos ter de fazer uma atuação de excelência. Vai ser um jogo de superação, muito brigado. Vamos ter que lutar muito, mas a chance de classificar existe", disse Ramiro, volante que atua também como lateral e deverá jogar na Argentina.

Neste ano, o Palmeiras até largou na frente em Rosario. Mas sucumbiu ao repertório de bolas paradas do Central e terminou empatando por 3 a 3. Para o Grêmio, este escore não serve. E o placar feito pelo Inter, 11 anos atrás, só leva a decisão para os pênaltis.

Além da tradição do Rosario Central em casa contra brasileiros, há outra marca que não favorece ao Grêmio. Em toda a história da Libertadores, um time do Brasil jamais se classificou contra um argentino depois de perder a partida de ida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos