Centurión pode ser suspenso por 6 jogos e perder Libertadores por cusparada

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Fox Sports

A cusparada do argentino Ricardo Centurión contra um jogador rival na partida entre Toluca e São Paulo, no México, poderá fazer com que ele não jogue mais pelo clube paulista na Copa Libertadores. Expulso nos acréscimos, o argentino receberá punição de seis partidas se o regulamento for seguido rigorosamente. 

O código disciplinar da Conmebol, datado de 2014 e válido para a atual edição da Libertadores, prevê em seu Artigo 10: "Suspensão mínima de seis jogos em caso de cusparada a um jogador rival ou a qualquer outra pessoa que não seja um oficial do jogo". 

Como o São Paulo já esta nas quartas de final da Copa Libertadores, Centurión estaria fora desta edição do torneio mesmo se o São Paulo chegar à final - faltam seis partidas até a final da competição. 

O argentino entrou na partida durante o segundo tempo depois da lesão de Michel Bastos e participou pouco. Nos acréscimos, se envolveu em troca de provocações com dois adversários do Toluca e disparou uma cusparada em direção a um deles - recebeu o cartão vermelho direto por isso. No primeiro jogo, no Morumbi, Centurión foi um dos principais destaques do São Paulo ao marcar dois gols na goleada por 4 a 0. 

Apesar da previsão mínima pela infração indicar a suspensão de seis jogos, houve casos nesta Libertadores em que a Conmebol não seguiu seu próprio código disciplinar: Vangioni, do River Plate, por exemplo, que atingiu Jonathan Calleri com um soco no Morumbi, foi suspenso por apenas duas partidas enquanto o regulamento prevê gancho mínimo de três jogos em caso de agressão. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos