Histórico ruim contra brasileiros e revanche: o que SP encara contra o Galo

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO/DOUGLAS MAGNO

    São Paulo foi derrotador por 4 a 1 pelo Atlético-MG na Libertadores de 2013

    São Paulo foi derrotador por 4 a 1 pelo Atlético-MG na Libertadores de 2013

O São Paulo passou pelo mexicano Toluca, está nas quartas de final da Copa Libertadores, e ainda viu o arquirrival Corinthians ser eliminado pelo Nacional-URU, em Itaquera, nesta quarta-feira (04). Depois de ver prosperar aquela que parecia ser uma campanha desacreditada no torneio, o clube do Morumbi agora enfrentará o Atlético-MG na próxima fase.

O confronto contra o time mineiro pode representar a quebra de um retrospecto muito negativo contra brasileiros e também fazer revanche pela queda na Libertadores de 2013. De 2006 a 2015, o São Paulo participou de sete edições da Libertadores e em todas foi eliminado por equipes brasileiras. A primeira partida acontecerá no Morumbi, e a decisão será no Independência, em Belo Horizonte.

Depois do título de 2005, com triunfo por goleada na final contra o Atlético-PR, o São Paulo venceu apenas dois confrontos na fase de mata-mata da Libertadores contra brasileiros: contra o Palmeiras, nas oitavas de final da edição de 2006, e contra o Cruzeiro, nas quartas de 2010.

As últimas eliminações do São Paulo:

2015: Cruzeiro - oitavas de final
2013: Atlético-MG - oitavas de final
2010: Internacional - semifinal
2009: Cruzeiro - quartas de final
2008: Fluminense - quartas de final
2007: Grêmio - oitavas de final
2006: Internacional - final

Chance de revanche após 2013

No segundo semestre de 2013, o São Paulo demitiu Ney Franco, contratou Paulo Autuori, viu o técnico campeão do mundo em 2005 ter péssimos resultados e flertar com o rebaixamento no Brasileirão. No fim, reencontrou o caminho para as vitórias com o retorno do técnico Muricy Ramalho. Toda esta crise são-paulina foi desencadeada pela eliminação na Libertadores no primeiro semestre, diante do Atlético-MG, nas oitavas de final.

Aquela Libertadores teve momentos complicados para o São Paulo diante do rival. Começou com o jogo em que Ronaldinho Gaúcho se aproveitou ao pedir um gole d'água a Rogério Ceni para marcar um gol pelo Atlético-MG, ainda na fase de grupos. Depois, o São Paulo teve que vencer o duelo na última rodada para conseguir classificação, vista na época como milagrosa, para as oitavas.

No reencontro com o Atlético-MG, logo no primeiro mata-mata, problemas: derrota por 2 a 1 no Morumbi e goleada por 4 a 1 no Independência. Agora, novamente com o primeiro jogo no Morumbi e o segundo na capital mineira, o São Paulo tem a chance de escrever uma nova história para o confronto.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos