Jogadores do Atlético-MG respondem Saja: "Deu para ver quem se borrou"

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AP Photo/Victor R. Caivano

    Goleiro Sebastian Saja, do Racing, disse que brasileiros se borram em jogos da Libertadores

    Goleiro Sebastian Saja, do Racing, disse que brasileiros se borram em jogos da Libertadores

"Eles são brasileiros, vão se borrar. Vamos fazê-los sentir como se vive o futebol na Argentina, como se vive o futebol aqui na casa do Racing".

A frase dita pelo goleiro Saja, do Racing, antes do empate sem gols com o Atlético-MG, na Argentina, provocou os atleticanos. Especialmente os torcedores do clube mineiro. Mas também os jogadores alvinegros. Se antes da partida de volta pelas oitavas de final da Copa Libertadores o assunto era tratado como algo sem importância na Cidade do Galo, depois do triunfo por 2 a 1 e classificação às quartas do torneio, Saja foi lembrado pelos jogadores do Atlético.

"Ele nem veio para o jogo, então deu para ver quem se borrou. Mas não sei o que aconteceu com ele. Como companheiro de trabalho, torço para que se recupere logo. Mas quem classificou foi o Atlético. Jogamos bem, mostramos a nossa força dentro de casa. Quando as oportunidades apareceram, nós aproveitamos", disse o lateral direito Marcos Rocha.

Realmente não Saja não jogou. O goleiro titular e capitão do Racing ficou fora da partida por causa de um problema na perna esquerda, como informou a assessoria de comunicação do clube. Saja foi substituído por Ibañez, que foi bem, inclusive defendendo o pênalti cobrado por Lucas Pratto.

Saja não esteve em campo, mas estava no Independência. O goleiro acompanhou a partida ao lado de demais membros da diretoria do clube argentino, na parte superior do vestiário do estádio. De lá o camisa 1 do Racing viu bem de perto o gol de Lucas Pratto, que colocou o Atlético na fase seguinte da Libertadores.

Além de Marcos Rocha, o goleiro Victor também fez questão de dedicar a vitória do Atlético ao colega de posição.

"Já esperávamos essa dificuldade contra o Racing. Mas em nenhum momento a equipe deixou de lutar, não deixou de tentar. O torcedor apoiou o tempo todo, isso foi muito importante também. O Atlético foi merecedor, principalmente pelo segundo tempo que teve. Tivemos até a oportunidade de matar a classificação antes. Foi uma reposta boa para quem fala que os brasileiros se borram na Libertadores".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos