Atlético-MG reclama da arbitragem e perde volantes suspensos para a volta

Do UOL, em Belo Horizonte

Somente no primeiro tempo o árbitro Wilmar Roldán, da Colômbia, mostrou o cartão amarelo para cinco jogadores. No total foram dez cartões apresentados pelo árbitro colombiano, sendo sete para os atleticanos e três para os jogadores tricolores. Motivo da principal bronca dos jogadores alvinegros após a derrota por 1 a 0, no Morumbi.

Para complicar a situação do Atlético na Copa Libertadores, a equipe mineira perdeu dois importantes titulares para o jogo de volta, na próxima quarta-feira, no Independência. Os volantes Rafael Carioca e Júnior Urso foram amarelados ainda no primeiro tempo e são desfalques certos para o técnico Diego Aguirre.

Aguirre elogia jogadores do Atlético e diz que confronto está indefinido

  •  

Carioca recebeu o cartão logo nos primeiros minutos de partida, após a primeira das muitas confusões entre os jogadores do Atlético e do São Paulo. O camisa 5 chegou para tirar o lateral Marcos Rocha de bolinho formado pelos jogadores adversários e acabou advertido por Wilmar Roldán. O cartão para Júnior Urso saiu aos 45 minutos da etapa inicial, por reclamação. O volante não ficou satisfeito com uma falta marcada a favor do São Paulo e foi se queixar com o árbitro.

Já durante a partida, a reclamação do banco de reservas do Atlético contra as decisões da arbitragem era grande. O técnico Diego Aguirre chegou a entrar no gramado após o intervalo, para tentar conversar com Roldán, mas não conseguiu. Após a partida, o volante Leandro Donizete resumiu o sentimento dos jogadores atleticanos com a atuação do juiz colombiano.

"Difícil não. É 1 a 0 para a gente em Belo Horizonte que a decisão vai para os pênaltis. O time jogou bem, de igual para igual. Mas é difícil jogar com um juiz assim também, que na dúvida é tudo para eles (São Paulo). Amarelou meu time todo no primeiro tempo. Teve um monte de falta semelhante do São Paulo e ele não deu (cartão amarelo) nada. Então tem que ver isso aí também. Adiantou o presidente do São Paulo reclamar, que isso ajudou muito o time deles. Mas o Atlético está de pé ainda, fizemos um grande jogo e agora é lá (Independência). Vamos ver como vai ser lá", disse Leandro Donizete em entrevista à Fox Sports.

Com a derrota por 1 a 0, no Morumbi, o Atlético precisa vencer o São Paulo para chegar à semifinal da Copa Libertadores. A equipe mineira precisa ganhar por dois gols de vantagem para se classificar. Já se vencer por 1 a 0, a decisão vai ser nos pênaltis. Qualquer outro resultado dá a vaga para o São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos