Imprensa colombiana ignora reclamação do SP e exalta chegada à final

Do UOL, em São Paulo

A imprensa da Colômbia destacou a performance dos jogadores do Atletico Nacional, que levaram o time novamente à final da Libertadores após 21 anos. E nas poucas linhas sobre o São Paulo, o noticiário colombiano local entendeu que a atuação do árbitro Patricio Polic não comprometeu o resultado da partida, vencida pela equipe da casa por 2 a 1.

Os jornais colombianos ignoraram o inconformismo do elenco tricolor após a eliminação nas semifinais da Libertadores.

Veículos de comunicação como o El Colombiano, El Mundo, e Rádio Caracol não fizeram qualquer menção à atuação do árbitro chileno, contestada pelos são paulinos.

Já o El Espectador comentou um lance polêmico ocorrido no 1º tempo. No entanto, o jornal não citou o empurrão em Hudson, mas, sim, uma jogada envolvendo Centurión.

"A polêmica da noite envolveu Ricardo Centurión. Ele recebeu dentro da área um passe infiltrado e foi derrubado pelo defensor Daniel Bocanegra. Toda a equipe visitante pediu pênalti. O juiz chileno não considerou infração e advertiu o atleta por simulação".

Um dos poucos jornais a comentar o tema mais discutido pelo São Paulo foi o El Tiempo, embora sem relevância.

"Os brasileiros caíram em desespero, tanto pela impotência quanto por não empatar um jogo que, para eles, foi um mal trabalho do árbitro chileno Patricio Polic. Protestaram, na primeira etapa, um suposto pênalti de Bocanegra em Hudson. Mas logo foi apagando a chama", analisou o periódico.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos