Times mexicanos poderão receber jogos de volta nas finais da Libertadores

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Marcos Brindicci

    Tigres-MEX (de amarelo) disputou final da Libertadores contra o River Plate-ARG em 2015

    Tigres-MEX (de amarelo) disputou final da Libertadores contra o River Plate-ARG em 2015

A Conmebol notificou a Federação Mexicana de Futebol sobre a mudança no regulamento da Libertadores que autoriza os clubes mexicanos a sediarem partidas de volta nas finais das Libertadores. Há 20 anos, os times astecas participam da competição continental na condição de convidados e não recebem o jogo final em solo nacional.

Os três times do México que chegaram à final da Libertadores tiveram que mandar seus jogos de volta fora de casa. Caso do Cruz Azul, Chivas de Guadalajara e Tigres, que foram derrotados por Boca Juniors, Internacional e River Plate, respectivamente, em 2001, 2010 e 2015.

"A Federação Mexicana de Futebol e a Liga MX puderam dar um passo adiante na história ao serem notificados que o Comitê Executivo da Conmebol aprovou que a partida de volta seja disputada no México", afirmou a Federação em comunicação.

Apesar da mudança em prol dos clubes mexicanos, a Conmebol manteve no regulamento a proibição dos clubes mexicanos, caso vençam a Libertadores, representarem o continente no Mundial de Clubes da Fifa.

"Caso um clube mexicano seja campeão da Libertadores, não poderá representar a Confederação Sul-Americana de Futebol no Mundial de Clubes da Fifa", acrescentou. 

Desse modo, o único caminho para os clubes mexicanos chegarem ao Mundial de Clubes segue sendo a Liga dos Campeões da Concacaf. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos