Carlos Alberto acusa torcida do Capiatá de o chamar de "macaco"

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Mario Valdez

    Carlos Alberto se irritou com torcida do Deportivo Capiatá

    Carlos Alberto se irritou com torcida do Deportivo Capiatá

A classificação do Atlético-PR não foi bem recebida pelos torcedores do Deportivo Capiatá. Após o apito final, o meio-campista Carlos Alberto foi até as arquibancadas tirar satisfação com alguns torcedores, que ele acusou terem lhe chamado de "macaco".

"Infelizmente temos que lidar com uma situação dessas, os caras chamando os outros de macaco", disse Carlos Alberto à Fox Sports.

Assim que a partida acabou, Carlos Alberto se dirigia aos vestiários quando ouviu algo que não gostou. Imediatamente, voltou e tentou encontrar o torcedor que havia lhe insultado. Enquanto a torcida paraguaia atirava objetos no brasileiro, como copos d'água, Grafite apareceu para tirar o companheiro da confusão e tranquilizar o clima.
 
"Eu não vi o que aconteceu com o Carlos (Alberto). Vi que ele estava meio nervoso, devem ter falado alguma coisa... Normal", disse o camisa 23 do Furacão.
 
Paulo Autuori, técnico do Atlético-PR, também se irritou no momento. "Papo de racismo", desabafou quando perguntado sobre a confusão.
 
Thiago Heleno, chamado de "general" pela torcida rubro-negra, também lamentou a situação. "Entrei bem rápido, ficamos tristes pela situação. O jogo foi bacana. Isso não vai mudar no futebol, enquanto não tiver uma punição grave... Agora é dar força ao Carlos Alberto, ele não vai se abalar. Ao invés de retrucar com palavras, mostramos dentro de campo."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos