Atlético-MG tem dificuldades na busca por informações sobre o Godoy Cruz

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação Godoy Cruz

    Rival do Atlético-MG na estreia da Libertadores, Godoy Cruz ainda não disputou um jogo oficial em 2017

    Rival do Atlético-MG na estreia da Libertadores, Godoy Cruz ainda não disputou um jogo oficial em 2017

Falta pouco para a estreia do Atlético-MG na Copa Libertadores de 2017. O primeiro jogo vai acontecer em pouco mais de uma semana, na Argentina, na cidade de Mendonza, contra o Godoy Cruz. Caso não tenha nenhum problema até lá, o técnico Roger Machado sabe qual os 11 titulares do jogo do dia 8 de março. No entanto, o treinador atleticano não tem tantas informações do adversário como gostaria.

Como a entidade que comanda o futebol argentino está em crise, o campeonato local sequer recomeçou após a parada para festas do fim de ano. O retorno da competição, a 15ª rodada está marcada para este final de semana. Treinando desde zagueiro, o Godoy Cruz tem se preparado para a Libertadores com jogos-treinos, como foi no último sábado, quando venceu Estudiantes de San Luis, por 3 a 0, com gols de Javier Correa, Pol Fernández y Angel González. Imagens que estão disponíveis no site oficial do Godoy Cruz.

De acordo com a imprensa argentina, o Godoy Cruz atuou bem, em que pesa a qualidade do adversário, uma equipa da Primeira B Nacional, equivalente à segunda divisão. O time titular no jogo-treino foi formado por Rey, Serrano, Viera, Olivares e Benítez; Garro, Pol Fernández, Giménez e Henríquez; González, Correa.

Como o Godoy Cruz não disputou jogos oficiais, a comissão técnica do Atlético sofre para conseguir imagens do primeiro adversário na Copa Libertadores. Algo que não é difícil nem mesmo para o Campeonato Mineiro, como explicou o técnico Roger Machado, antes da partida contra o Democrata-GV. Até o jogo com o Atlético, a equipe de Governador Valadares tinha apenas um jogo transmitido pelo Estadual, contra o América-MG, mas a comissão técnica atleticana tinha uma grande quantidade de material sobre os demais jogos do Democrata.

"Não é difícil, não. Hoje é tudo muito tranquilo e temos todos os jogos do Democrata. Eu revejo os jogos anteriores. É feita uma análise pelo nosso departamento, para a gente poder conseguir mapear as principais virtudes, onde podemos levar vantagens e com o que devemos nos preocupar. Isso tudo a gente estuda detalhadamente para fazer a estratégia do jogo e passar para os atletas, para que estejam preparados", contou Roger, que revelou a dificuldade maior com adversários de outros países.

"É mais difícil encontrar avaliações e jogos de times de fora do país do que do Estadual. Se for o caso e a gente não tiver, a gente consegue mandar alguém para gravar o jogo. Sempre tem informação chegando", completou Roger.

E a chance de o Atlético conseguir mais informações sobre o Godoy Cruz, além das que estão disponíveis pela imprensa local, vai ser neste sábado, quando recomeça o Campeonato Argentino. Na primeira rodada, o Godoy Cruz vai jogar fora de casa, contra o Rosário Central. Oportunidade para a comissão técnica ver um pouco do time armado pelo técnico Lucas Bernardi, que chegou ao clube no começo de 2017. Bernardi que é um antigo conhecido do Atlético, já que era um dos volantes do Newell's Old Boys na semifinal da Libertadores de 2013.

Outro ponto importante a ser observado pela comissão técnica atleticana é de como a equipe adversária vai atuar sem seu principal jogador na última temporada. O equatoriano Jaime Ayoví foi negociado com o futebol chinês e é a principal baixa do Godoy Cruz para a Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos