Conmebol libera Fábio Santos para estreia do Atlético-MG na Libertadores

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Junior Lago/UOL

    Fábio Santos foi expulso no jogo do Corinthians contra o Guaraní, na Libertadores de 2015

    Fábio Santos foi expulso no jogo do Corinthians contra o Guaraní, na Libertadores de 2015

No dia 13 de maio de 2015 o Corinthians perdeu para o Guaraní, do Paraguai, por 1 a 0, em São Paulo, e caiu nas oitavas de final da Copa Libertadores. Após perder por 2 a 0 no jogo de ida, em Assunção, a equipe paulista precisava vencer por pelo menos três gols de diferença para avançar de fase. Algo que ficou praticamente impossível aos sete minutos do segundo tempo, quando o lateral esquerdo Fábio Santos foi expulso, com a partida ainda empatada.

Aquele cartão vermelho de quase dois anos atrás fez o Atlético-MG consultar a Conmebol sobre a situação do lateral. Agora jogador do clube mineiro, Fábio Santos não disputou mais a Libertadores desde então, já que no primeiro semestre de 2016 o atleta estava no Cruz Azul, do México.

A dúvida sobre a situação de Fábio Santos surgiu algumas semanas atrás, levantada pelo próprio jogador, que alertou ao clube pelo cartão vermelho que recebeu na edição de 2015 da competição continental. E a Conmebol já respondeu ao Atlético, dando condição para Fábio Santos jogar a estreia da edição 2017 da Copa Libertadores. Portanto, o lateral esquerdo está apto para disputar o jogo com o Godoy Cruz, marcado para o dia 8 de março, na Argentina.

O lance da expulsão de Fábio Santos foi com o atacante Santander. O lateral brasileiro sequer tinha cartão amarelo, o que resultou em reclamação após a partida.

"Adrenalina acima atrapalha. Primeiro jogo fui expulso sem necessidade e hoje do meu modo de ver não foi justo, quero rever o lance. Não tinha amarelo e nem tinha feito falta no jogo. Não tem volta, não adianta ficar remoendo. Mas enfim, tem que aceitar. Mais expulsões do que o normal tem prejudicado, vamos tentar não repetir", disse Fábio Santos após o jogo com o Guaraní, lembrando também do vermelho que recebeu contra o Once Caldas, da Colômbia, ainda pela primeira fase do torneio daquele ano.

Leonardo Silva também pode jogar na Argentina

Na eliminação do Atlético na Copa Libertadores do ano passado, para o São Paulo, nas quartas de final, o zagueiro Leonardo Silva foi amarelado no jogo de volta, no Independência. Na ocasião o clube mineiro venceu por 2 a 1, mas não avançou, pelo gol qualificado na casa do adversário, já que o primeiro jogo, no Morumbi, ficou 1 a 0 para o São Paulo.

Leonardo Silva recebeu o amarelo aos 27 minutos do segundo tempo, o terceiro dele na competição. Caso o Atlético tivesse avançado para a semifinal, o capitão teria de ficar fora do primeiro confronto, que seria com o Atlético Nacional, da Colômbia. Como esse tipo de suspensão não permanece para uma edição seguinte, Leonardo Silva também está apto para enfrentar o Godoy Cruz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos