Zulia reforma estádio e trata jogo contra Chapecoense como grande evento

Daniel Fasolin

Colaboração para o UOL, em Chapecó (SC)

  • Adriano Vizoni - 26.jan.2017 / Folhapress

    Torcida da Chapecoense comemora antes de jogo contra Joinville, pela Primeira Liga

    Torcida da Chapecoense comemora antes de jogo contra Joinville, pela Primeira Liga

A Chapecoense estreia nesta terça-feira na Libertadores da América e a partida é cercada de expectativa na Venezuela. O governo local já trata o jogo contra o Zulia FC, às 21h45 (horário de Brasília), válido pelo grupo 7 da competição, como um grande evento.

O secretário de Segurança do Estado de Zulia na Venezuela, Jairo Ramirez, informou que 2.000 funcionários serão escalados para garantir a segurança na partida desta terça-feira. Segundo o secretário, os últimos detalhes estão sendo revisados para que tudo transcorra sem maiores problemas.

O jogo desta terça será o primeiro das duas equipes na história da competição, e também o primeiro confronto entre eles. A expectativa local é que 40 mil pessoas estejam presentes no estádio Pachenco Romero.

Para receber a Chapecoense na estreia da Libertadores, o Zulia FC fez reformas na estrutura de seu estádio. O gramado foi reformado, assim como as bilheterias e o sistema de iluminação. O local também tem novas grades de proteção ao redor do gramado.

Além de Chapecoense e Zulia FC, o grupo 7 da Libertadores ainda conta com Nacional-URU e Lanús-ARG.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos