Problema de última hora! Crea-RJ pedirá adiamento de jogo do Flamengo

Leo Burlá e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/Flamengo

    Um problema de última hora surgiu para Flamengo e concessionária Maracanã

    Um problema de última hora surgiu para Flamengo e concessionária Maracanã

O Crea-RJ (Conselho de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro) pedirá o adiamento do jogo entre Flamengo x San Lorenzo-ARG, quarta-feira (8), às 21h45 (de Brasília), no Maracanã. Fiscais do órgão tentaram e não conseguiram entrar no estádio na manhã desta terça-feira (7).

Segundo o órgão, a segurança impediu a entrada dos funcionários no Maracanã para a realização de uma vistoria. O Crea acionou presidência e departamento jurídico na expectativa de que o problema fosse resolvido. Sem solução, o órgão entrará com uma liminar na Justiça solicitando o adiamento do jogo.

"Esperamos três horas e fomos informados pela segurança de que o Flamengo impediu a nossa entrada. Vamos na delegacia registrar a ocorrência. De posse do boletim, encaminharemos ao departamento jurídico e entraremos com uma liminar para impedir que o estádio receba mais de 50 mil pessoas sem a certeza de que isso seja possível", explicou o coordenador do Crea-RJ, Jorge Mattos.

O Flamengo, por sua vez, informou que não foi avisado da vistoria e diz que nunca em operações de jogos foi exigido o laudo do Crea. Para a realização das partidas, a segurança é garantida pelo Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) e pelo Corpo de Bombeiros.

Mais tarde, em entrevista ao "Sportv", Jorge Mattos afirmou que o Crea não tem obrigação de avisar sobre a fiscalização, mas que isso foi feito previamente. O coordenador disse, também, que o acesso ao Maracanã não era uma prioridade.

"Para mim, entrar no Maracanã ou estar no entorno do Maracanã com acesso aos documentos, pouco importa. Não fazemos vistoria, não vou verificar se o elevador está funcionando. Só vou verificar se um profissional habilitado ou uma empresa legalmente habilitada fez esse serviço de manutenção adequadamente".

A Odebrecht, que administra o estádio, também não foi comunicada. O Flamengo informou que a ação é entre Crea e concessionária. A orientação passada pelo clube aos fiscais do Crea foi a de que procurassem a empreiteira para resolver a questão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos