Renato cita cochilos, mas exalta estreia do Grêmio: "Com pé direito"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Fernando Llano/AP

O Grêmio estreou na Copa Libertadores com pé direito, segundo Renato Gaúcho. Depois da vitória de 2 a 0 em cima do Zamora-VEN, o treinador exaltou a postura do Tricolor fora de casa. Mesmo que tenha citado falhas, que chamou de cochilos, o técnico afirmou ter gostado do desempenho na abertura do grupo 8.

A vitória foi construída com os gols de Léo Moura e Luan, de pênalti.

"Tomo mundo sabe como é difícil, ainda mais fora de casa, mas estreamos com pé direito. Vencemos com dois gols. Durante o jogo gostei mais da equipe do que desgostei. Tivemos bons momentos, cochilamos um pouco, mas foi bom. Viagem longa, onde tudo é difícil, apesar do conforto que a diretoria nos deu ao fretar o voo. O importante é que vencemos, voltamos para casa com três pontos na estreia", disse Renato.

No começo do jogo, o Zamora pressionou o Grêmio e teve chance de abrir o placar. No primeiro tempo, antes do gol de Léo Moura, o time da casa ainda teve outras oportunidades. Na etapa final, Ramiro salvou em cima da linha quando o escore já marcava 2 a 0.

"Nos cochilos que tivemos e onde o adversário criou umas oportunidades de gol. A mesma coisa que aconteceu no Gre-Nal, se a gente saísse atrás do placar seria mais difícil. A parte boa é que mesmo com desfalques a equipe se comportou bem, como time grande e como tem que ser. Foram experientes em determinados momentos do jogo e aproveitamos chances, fizemos dois gols. O segundo gol deu tranquilidade a equipe, o adversário teve que sair e poderíamos até ter matado o jogo", comentou o treinador.

Com a vitória, o Grêmio inicia a Libertadores na liderança de sua chave. Isso por conta do outro resultado da primeira rodada, onde o Guaraní-PAR venceu o Deportes Iquique-CHI fora de casa pelo placar mínimo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos