Como o Botafogo sobrevive após perder tantas peças importantes de 2016?

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Vitor Silva/SS Press

    Um dos destaques do time em 2016, Neílton trocou Botafogo pelo São Paulo

    Um dos destaques do time em 2016, Neílton trocou Botafogo pelo São Paulo

O Botafogo fez uma campanha história em 2016, quando deixou a zona de rebaixamento para chegar à Libertadores. A diretoria, porém, teve problemas ao manter o time da última temporada e perdeu peças importantes como Sidão, Diogo Barbosa e Neílton. Além disso sofre com as lesões de Luis Ricardo e Jefferson, que ainda não jogaram em 2017. Sem contar Emerson Santos, afastado por conta de um imbróglio na renovação. Como o Alvinegro sobrevive após tantas perdas?

Alguns reforços pontuais contribuíram bastante para suprir as perdas. Perdeu Sidão, mas ganhou Gatito Fernandez, que já foi herói na classificação do Botafogo para a fase de grupos da Libertadores. Neílton? Deu lugar a Montillo, que ainda não teve uma grande atuação e busca melhor encaixe no time titular.

Outras renovações pontuais e manutenção de contratos fizeram com que a espinha dorsal seguisse de pé. A mais trabalhosa foi a de Victor Luis, que parecia improvável e contou com a participação do presidente Carlos Eduardo Pereira pelo final feliz em negociação com Palmeiras.

Além do lateral esquerdo, o Botafogo segurou também Joel Carli, Airton, Bruno Silva, Camilo e Sassá. Com a base mantida, o Alvinegro do técnico Jair Ventura conseguiu também repetir a forma de jogar, que garantiu arrancada histórica ao time de General Severiano no último Brasileiro.

Nesta quinta-feira, às 21h45, o Botafogo encara o Atlético Nacional-COL, em Medelín. Para o duelo, a equipe não poderá contar com Marcelo, Airton e Montillo. O primeiro está em fase final de recuperação de lesão muscular, enquanto os dois últimos sofreram o problema de última hora.

Com problemas na lateral direita, a partida poderá marcar o retorno de Emerson Santos aos gramados. O zagueiro tem contrato acabando em dezembro e não entrou em acordo. Por esse motivo, foi afastado pela diretoria. Com a necessidade, porém, ele poderá ser utilizado improvisado na lateral.

ATLÉTICO NACIONAL-COL X BOTAFOGO

Data e hora: 13/04/2017
Local: Atanasio Girardot, em Medelín (COL)
Árbitro: Ulises Mereles (PAR)
Auxiliares: Rodney Aquino (PAR) e Carlos Cáceres (PAR)

ATLÉTICO NACIONAL-COL
Armani; Bocanegra, Aguilar, Henriquez e Díaz; Bernal, Arias e Macnelly Torres; Dayro Moreno, Luis Ruiz e Ibargüen
Técnico: Reinaldo Rueda

BOTAFOGO
Gatito; Emerson Santos (Fernandes), Carli, Emerson Silva e Victor Luis; Bruno Silva, Lindoso, João Paulo e Camilo; Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos