Diretor do Palmeiras cobra Conmebol e ataca Peñarol: "Vai chorar em casa"

Danilo Lavieri e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Fotoarena

    O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, reclamou da postura do Peñarol

    O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, reclamou da postura do Peñarol

O diretor executivo do Palmeiras, Alexandre Mattos, não escondeu a irritação pela atuação do árbitro Roddy Zambrano e também pela atitude do time do Peñarol no jogo da última quarta-feira (12), no Allianz Parque. Clique aqui para ver os gols da vitória palmeirense.

Em entrevista na zona mista do estádio, o dirigente cobrou a Conmebol. 

"A Conmebol proíbe placas, proíbe colete, proíbe propaganda no telão. Eles cobram e reclamam de tanto, que pelo menos eles nos mandem um árbitro competente. Eu não estava acreditando no que estava vendo. Vamos reclamar, vamos fazer o que precisar na FPF, na CBF, para que eles falem com a Conmebol, mas a gente sabe que as coisas saem da cabeça deles", disse o cartola.

Logo depois, começou a atacar os uruguaios e disse que o Peñarol não veio para São Paulo para jogar bola.

"Eles não querem jogar bola. Eles estão aqui para xingar, para fazer grupinho, para atacar os jogadores. O treinador deles falou de propósito o número errado da substituição para atrasar ainda mais o jogo. Eu nunca vi isso", disparou.

"É por isso que eles tomaram o gol aos 54 e vão continuar tomando. Agora eles vão lá chorar em casa. Libertadores é isso. Precisa treinar para isso, não para ganhar jogo. Com algumas exceções, não podemos generalizar, porque no ano passado o Atlético Nacional jogou futebol, ganhou no campo.".

Por fim, Alexandre destacou que tratou muito bem os dirigentes do Peñarol, mas que sabe que pode receber algum mau tratamento no jogo de volta do Uruguai.

"Vamos tomar providencia para a nossa segurança lá. Eles foram muito bem tratados aqui. Pedimos pelo amor de Deus para eles poderem treinar no estádio, colocamos 50 seguranças para o adversário. Esperamos ser bem recebidos e que eles querem jogar bola. Se ganhar na bola, parabéns", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos