Roger elogia Fred após noite de quatro gols: "precisa de poucas chances"

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Técnico Roger Machado ressalta a importância a capacidade de decisão de Fred

    Técnico Roger Machado ressalta a importância a capacidade de decisão de Fred

Até os 26 minutos do segundo tempo o Atlético-MG perdia em casa para Sport Boys, da Bolívia, por 2 a 1, pelo grupo 6 da Copa Libertadores. Mas a partida terminou 5 a 2 para a equipe brasileira, que teve Fred anotando quatro gols em cerca de 20 minutos. O desempenho do centroavante rendeu elogios do técnico Roger Machado.

"É um jogador de altíssimo nível, como tem mostrado nesse começo de temporada. Não precisa de muitas oportunidades para fazer o gol. Essa é a grande qualidade do centroavante de alto nível, não precisa de muitas oportunidades para fazer os gols", comentou o treinador do Atlético.

Os gols de Fred foram determinantes para o Atlético conseguir a primeira vitória na Libertadores. Apesar das dificuldades apresentadas diante do Sport Boys, o técnico Roger Machado ressaltou que sua equipe sempre jogou para frente, mesmo quando não estava vencendo a partida.

"Para frente a gente foi desde o começo do jogo. O adversário veio com uma proposta clara de se defender com cinco, outra linha com quatro e apenas o Tenório entre os zagueiros. Conseguimos um gol cedo, como é característica do Atlético em casa, mas o adversário não saiu da sua postura", explicou Roger, que descreveu a importância da entrada de Rafael Moura no jogo.

Quando o Atlético passou a jogar com dois centroavantes, o time alvinegro conseguiu se impor sobre o rival boliviano, algo que não tinha conseguido fazer até então,

"Números dos jogos foram todos nossos, mas no contra-ataque numa bola parada eles conseguiram chegar. Após o segundo gol e senti a necessidade de mudar a característica, não apenas pelo abafa, colocando dois homens altos entre os três defensores. Isso nos deu vantagem e acabou empurrando o adversário para o campo dele. Uma virada importante, com a cara do Atlético".

Por fim, Roger Machado lembrou como é jogar a Libertadores. Em noites que o futebol não se destaca, não pode faltar vontade. E de acordo com o treinador atleticano, isso jamais faltou para seus jogadores.

"Quase se dá joga, quando não se dá, se compete e se briga muito".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos