Dorival comemora ponto importantíssimo na Colômbia e reclama de árbitro

Do UOL, em Santos (SP)

O técnico Dorival Júnior comemorou bastante o empate sem gols diante do Santa Fe, nesta quarta-feira, no estádio El Campín, em Bogotá, em jogo válido pela terceira rodada da fase de Grupos da Copa Libertadores da América. O treinador elogiou o time colombiano e disse que o ponto conquistado fora de casa é importantíssimo para as pretensões da equipe santista na competição continental.

Isso porque o Santos só depende dele para chegar as oitavas de final. Caso vença os dois próximos jogos em casa – contra Santa Fe, no Pacaembu, e Sporting Cristal, na Vila Belmiro, o alvinegro praiano estará classificado.

"Foi um grande jogo. Um jogo com características de Libertadores, muito disputado. Fugiu um pouco das características da equipe do Santos que procura trabalhar muito mais a bola, mas tenho que dar valor ao que conquistamos aqui. Foi um ponto importantíssimo para buscarmos a classificação em uma chave muito difícil, com grandes equipes e jogos complicados. Acho que o equilíbrio mostrado vem fazendo com que tenhamos todos os cuidados possíveis. Digo isso de todas as equipes do grupo porque um resultado que você deixa de pontuar pode nos colocar em uma posição inversa na tabela, então teremos que ter muitos cuidados daqui para frente. Faremos, agora, dois jogos em casa e um fora, mas computo esse ponto importantíssimo na nossa luta em busca da classificação", afirmou Dorival, que elogiou o Santa Fe.

"Foi mais ou menos dentro daquilo que previmos com relação aquilo que vimos da equipe do Santa Fe. Um time que tem na sua marcação um potencial muito grande e na transição de bola, na saída para contra-ataques, uma velocidade impressionante. Tiveram algumas dificuldades quando tentaram passes por dentro. Forçando passes tivemos uma retomada de bola e usamos o que também é algo forte no Santos, o contra-ataque", completou.

Dorival reclamou da arbitragem devido a expulsão do lateral Jean Mota aos 34 minutos do segundo tempo. O treinador não gostou do segundo cartão amarelo que o seu jogador recebeu por reclamação.

"Acredito que o erro da arbitragem, expulsando erroneamente um atleta, em um jogo tranquilo de se conduzir, fez com que as dificuldades enfrentadas pelo Santos ao final da segunda etapa fossem um pouco maiores", concluiu.

O resultado mantém a equipe santista na liderança do grupo 2 da competição continental, com cinco pontos. Santa Fe e The Strongest seguem logo atrás, com quatro pontos.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos