Robinho iguala marca de Pelé e dá vitória ao Atlético-MG na Libertadores

Enrico Bruno e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Paulo Fonseca/EFE

    Jogadores do Atlético-MG comemoram gol de Robinho contra o Libertad

    Jogadores do Atlético-MG comemoram gol de Robinho contra o Libertad

O jogo não estava nada fácil para o Atlético-MG contra o Libertad. Após o primeiro tempo sem gols, o time da casa levou alguns sustos, até que Robinho fez o primeiro gol da vitória atleticana, aos 26 minutos do segundo tempo. Gol que ajudou na volta do Atlético à liderança do grupo 6 da Copa Libertadores, mesmo que momentaneamente, e também fez o Rei das Pedaladas igualar um feito de Pelé. A vitória por 2 a 0 foi completada com gol de Cazares, já nos minutos finais.

Robinho chegou a marca de 17 gols em jogos da Libertadores. Foram 14 com a camisa do Santos e três pelo Atlético. Bicampeão do torneio continental na década de 1960, Pelé também anotou 17 gols em duelos válidos pela Libertadores. Robinho é o brasileiro em atividade com mais gols na história da competição.

Victor opera milagre em momento ruim do Atlético

Thomás Santos/AGIF
Victor foi um dos destaques do Atlético-MG contra o Libertad

Durante alguns minutos no segundo tempo, o Atlético passou por momentos ruins. O Libertad conseguiu chegar com perigo e na melhor chance, aos 18 minutos, Aquino ficou sozinho com Victor. Provando que está totalmente recuperado da lesão no ombro direito, Victor fez mais um milagre com os pés. Naquele momento, o jogo ainda estava empata sem gols.

Substituto de Marlone, Otero oscilou bastante

Os dois melhores lances do Atlético no primeiro tempo saíram dos pés de Otero, sempre em cobranças de falta. Na primeira tentativa, o goleiro Muñoz rebateu e Fred chutou para fora. Na segunda cobrança, o camisa 11 acertou o travessão. Se com as cobranças de falta o venezuelano levou perigo ao gol do Libertad, com a bola nos pés o meia errou bastante. Desarmado em muitos lances e com alguns passes errados. Assim, Otero deixou o jogo aos 15 minutos do segundo tempo, para a entrada de Rafael Moura.

Auxiliar de Tite acompanhou o jogo no estádio

Victor Martins/UOL Esporte
Auxiliar de Tite na seleção brasileira, Cléber Xavier acompanhou Atlético-MG x Libertad, no Independência

Em uma das cabines no Independência estava Cléber Xavier, que é auxiliar técnico de Tite na seleção brasileira. Xavier falou rapidamente com a imprensa, evitando dar nomes de jogadores que seriam observados por ele. "A gente não fecha a porta para ninguém, mas hoje o nosso sistema de jogo é com jogadores de maior mobilidade. Mas o Fred vive ótima fase e nunca podemos descartar alguém com essa qualidade", disse o auxiliar técnico da seleção brasileira, Cléber Xavier, em entrevista à Rádio Inconfidência.

Contra-ataques perdidos fazem Roger quebrar o relógio

Se o Libertad teve uma postura bastante defensiva até o Atlético fazer o primeiro gol da noite, tudo após Robinho fazer 1 a 0. O time paraguaio se lançou ao ataque e deu espaços para o time mineiro contra-atacar e ampliar a vantagem. Após alguns erros que poderiam resultado no segundo gol do Atlético, o técnico Roger Machado perdeu a paciência e deu um soco na própria perna, quebrando o relógio que estava usando. O treinador atleticana catou as peças no chão e guardou no bolso.

Após reclamação no Paraguai, Atlético aquece no vestiário

Uma das queixas dos jogadores do Atlético no primeiro jogo com o Libertad, em Luque, no Paraguai, foi o aquecimento feito em um corredor no Estádio Nicolás Leoz. Como estava chovendo, os administradores do estádio não permitiram que os jogadores do Atlético fossem para o campo de jogo fazer o aquecimento, mas permitiu isso ao time local. Nesta quarta-feira, por opção da comissão técnica, o Atlético fez o vestiário no Independência. Apenas o Libertad foi para o gramado fazer aquecimento. Apenas os goleiros do Atlético fizeram o aquecimento no gramado.

Atlético pode perder a liderança nesta quinta-feira

O triunfo por 2 a 0 sobre o Libertad reconduziu o Atlético à liderança do grupo 6 da Copa Libertadores. Com sete pontos, a equipe mineira tem quatro gols de saldo. Critério que deixa o time mineiro na frente do Godoy Cruz, que também tem sete pontos e três gols de saldo. No entanto, o time argentino entra em campo nesta quinta-feira, para enfrentar o Sport Boys, na Bolívia. Apenas a vitória do time da casa mantém o Atlético na primeira colocação do grupo 6.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 0 LIBERTAD-PAR

Data: 26/04/2017 (domingo)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 4ª rodada do grupo 6 da Copa Libertadores
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 18.838 presentes
Renda: R$ 1.226.125,00
Árbitro: Wilson Lamouroux (COL)
Assistentes: Eduardo Diaz (COL) e John Alexander Leon (COL)
Cartões amarelos: Rafael Carioca (CAM) Sergio Aquino (LIB)
Gols: Robinho aos 26 e Cazares aos 43 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Otero (Rafael Moura, aos 15 do 2º) e Maicosuel (Adilson, aos 35 do 2º); Robinho (Cazares, aos 29 do 2º) e Fred.
Treinador: Roger Machado.

LIBERTAD-PAR
Rodrigo Muñoz, Alan Benítez, Luis Cardozo, Candía e Alcaraz; Néstor Giménez (Barreiro, aos 29 do 2º), Iván Ramírez, Sergio Aquino, Jesús Medina e Ángel Lucena; Salcedo.
Treinador: Fernando Jubero.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos