Com dois expulsos, Chape é atropelada e se complica na Libertadores

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Reprodução/Twitter/Nacional

    Nacional não deu chances para a Chapecoense na Libertadores

    Nacional não deu chances para a Chapecoense na Libertadores

A Chapecoense bem que tentou, mas não foi capaz de segurar o Nacional-URU pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Nesta quinta-feira (27), os uruguaios tomaram conta da partida e não deram chances ao time brasileiro, que, com dois expulsos, perdeu por 3 a 0 e viu sua situação ficar complicada na competição continental. Os gols foram anotados por Ramírez, Aguirre e Viúdez. Clique aqui para ver os gols da partida.

Com o revés, a Chapecoense se mantém com apenas quatro pontos, atrás de Lanús e Nacional, ambos com sete pontos - o time argentino é líder pelo critério de desempate. Restam apenas dois jogos para decidir os classificados às oitavas de final do torneio.

Na próxima rodada, a quinta válida pela fase de grupos da Copa Libertadores, a Chapecoense visita o Lanús, partida que pode decidir a continuação da equipe catarinense na competição continental. O jogo será realizado no dia 17 de maio, quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Argentina.

AP/Matilde Campodonico
Chapecoense teve dificuldades contra o Nacional no Uruguai

NACIONAL PRESSIONA, E CHAPE SOFRE

Como não podia ser diferente, o Nacional começou pressionando a Chapecoense, não dando espaço para a equipe brasileira sair jogando. Os 15 primeiros minutos foram dos donos da casa no campo ofensivo, sem muita efetividade, mas rondando a área da Chape, que, por sua vez, sofria para atacar e não passava do meio de campo. Na única oportunidade, Luiz Antônio arriscou de longe, mas isolou a bola.

NACIONAL MARCA EM FALHA DA DEFESA

Depois dos primeiros 15 minutos de pressão, o Nacional conseguiu abrir o placar, contando com uma falha no sistema de marcação da Chapecoense. Aos 16min do primeiro tempo, Silveira ganhou no corpo de Nathan, invadiu a área, mas viu Grolli travar sua finalização. A bola, no entanto, sobrou para Ramírez, que não foi acompanhado por João Pedro, e só empurrou para o fundo do gol.

NOVA FALHA FAZ NACIONAL AMPLIAR

Se os torcedores da Chapecoense esperavam uma reação da equipe no segundo tempo, se decepcionaram. Logo aos 4min da etapa final, os donos da casa marcaram e jogaram um balde de água fria na equipe brasileira. Após jogada ensaiada, Artur saiu completamente errado do gol, e Aguirre apareceu sozinho para desviar de cabeça e ampliar o marcador.

EXPULSÃO COMPLICA CHAPECOENSE

Não bastasse o gol sofrido logo no começo do segundo tempo e a grande desvantagem no placar, a partida ficou ainda mais complicada depois que Luiz Otávio foi expulso do jogo. Aos 8min, o zagueiro deixou o pé no peito do adversário e recebeu o cartão vermelho direto pela arbitragem.

QUE GOLAÇO!

Com um a mais, o Nacional dominou (ainda mais) as ações da partida. Enquanto a Chapecoense se preocupava apenas em não tomar mais gols, o que complicaria seu saldo de gol, já que este é o primeiro critério de desempate em caso de empate, os donos da casa iam para cima para tentar, de qualquer maneira, ampliar o marcador. E conseguiram. Aos 35min, Viúdez recebeu pela esquerda, cortou para dentro e bateu no ângulo, dessa vez sem chances para o goleiro Artur, dando números finais ao placar. Minutos depois do lance, Rossi ainda foi expulso após agredir um adversário.

FICHA TÉCNICA
NACIONAL-URU 3 X 0 CHAPECOENSE

Local: Estádio Parque Central, Uruguai
Data: quinta-feira, 27 de abril de 2017
Horário: 19h30 (de Brasília)

Cartões amarelos: Rafael García (Nacional); Rossi, Andrei Girotto, Douglas Grolli e Nathan (Chapecoense)
Cartão vermelho: Luiz Otávio e Rossi (Chapecoense)
Gols: Ramírez, aos 16min do 1º tempo, Aguirre, aos 4min, e Viúdez, aos 35min do 2º tempo.

NACIONAL: Conde; Fucile (Lozano), Rafael García, Polenta e Espino; Santiago Romero, Sebastián Rodríguez, Álvaro González e Kevin Ramírez (Viúdez); Hugo Silveira e Rodrigo Aguirre. Técnico: Martín Lasarte.

CHAPECOENSE: Artur Moraes; João Pedro, Douglas Grolli; Nathan, Luiz Otávio e Reinaldo; Andrei Girotto e Luiz Antonio (Apodi); Rossi, Wellington Paulista (Túlio de Melo) e Arthur (Niltinho). Técnico: Vagner Mancini.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos