Roger explica escalação do Atlético-MG: "decisão técnica, física e médica"

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Roger Machado garante que Atlético-MG não mudou apenas por causa do clássico

    Roger Machado garante que Atlético-MG não mudou apenas por causa do clássico

Uma hora antes do início da partida com o Sport Boys, a assessoria de imprensa do Atlético-MG divulgou a escalação da equipe para o jogo válido pela quinta rodada do grupo 6 da Copa Libertadores. Entre os 11 escalados, algumas ausências importantes, como os atacantes Robinho e Fred. Como a final do Mineiro neste domingo, contra o Cruzeiro, a escolha parecia ser pensando no clássico que vale o título estadual.

Veja os gols da partida

De acordo com o técnico Roger Machado, o pensamento não foi apenas na decisão marcada para o Independência, mas também para dar mais força física ao time no jogo da Libertadores. A partida com o Sport Boys foi a oitava do Atlético num período de 25 dias, uma média de um confronto a cada três dias.

"Não foi uma preservação para o final de semana. Foi entendendo o desgaste dos jogadores que vinham na sequência a e colocar jogadores descansados para aumentar a nossa possibilidade de vitória. Não foi pensando exclusivamente no clássico. Foi pensando no jogo de hoje, para vencer, que era extremamente importante", garantiu Roger Machado, que fez três das quatro alterações no setor ofensivo.

"A mudança no setor de ataque foi principalmente para ter o taque cheio e pudesse acontecer o que aconteceu. É trabalhar com o atleta para que ele possa render o tempo inteiro com o rendimento máximo. Aqueles que entraram foram bem, inclusive fazendo gols. A gente encaminha a vaga para a segunda fase pela boa partida que fizemos", disse Roger, que também explicou que a decisão de poupar jogadores não foi apenas do treinador.

"Hoje deu certo, então se fala da estratégia do treinador, da coragem de mudar o time. Quando não dá certo, podem pensar que o treinador está inventando ou criando moda. Foi uma decisão técnica, física e médica também. O Gabriel ne ficou no banco e era o que mais precisava de tempo de recuperação".

Com a goleada por 5 a 1 sobre o Sport Boys, o Atlético fica muito perto da classificação às oitavas de final da Libertadores. Vaga que pode ser garantida nesta quinta-feira, caso o Libertad não vença o Godoy Cruz, na Argentina. Além de aumentar a moral do Atlético para a decisão com o Cruzeiro.

"Eram dois objetivos. Um era encaminhar a classificação e outro era ganhar moral para decisão do final de semana", completou Roger Machado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos