Santos tem pior início do século na Vila e estuda jogar até no Maracanã

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Reprodução/Twitter

    Em 2017, foram 9 jogos, sendo 6 vitórias e 3 derrotas, aproveitamento de 66,6%

    Em 2017, foram 9 jogos, sendo 6 vitórias e 3 derrotas, aproveitamento de 66,6%

A diretoria do Santos está de olho no desempenho e no resultado de seu time no duelo contra o Sporting Cristal, nesta terça-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro. O jogo, válido pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, põe a casa do time praiano em xeque.

Hoje, os dirigentes santistas estão empenhados em dividir os mandos de campo entre Vila Belmiro e outros estádios do Brasil neste ano. O UOL Esporte apurou que o Pacaembu é a prioridade, mas estádios do interior de São Paulo, Paraná e até o Rio de Janeiro, com o Maracanã, estão na pauta da cúpula alvinegra.

Dois motivos fazem a diretoria tirar o Santos da Vila: o lado financeiro e desempenho do time. Além da renda do alçapão santista perder para o Pacaembu, por exemplo, o time possui o pior início de ano no estádio neste século.

Em 2017, foram nove jogos, sendo seis vitórias e três derrotas, aproveitamento de 66,6%. Aliás, o desempenho cai a cada temporada. No ano passado, somando os nove primeiros jogos, o Santos tinha 77,7% de aproveitamento. Em 2015, era 85,1%, enquanto em 2014 o aproveitamento foi de 100%. De 2001 pra cá, não existe um desempenho pior do que o atual.

Dividir os mandos de jogos do Santos entre Vila e outros estádios já era um plano de campanha do presidente Modesto Roma no fim de 2014.

"Ninguém quer jogos só na Vila. É claro que o Santos é da Vila. Eu sou alvinegro da Vila Belmiro, mas eu sou alvinegro do Pacaembu, eu sou alvinegro do Maracanã, onde foram conquistados os maiores títulos. Agora, o sócio do Santos tem de ser respeitado. O direito que ele tem na Vila, ele precisa ter em qualquer estádio, eles terão a mesma cadeira. O Santos é de Santos, não pode perder a raiz, mas não pode perder a grandeza também", afirmou o mandatário ao UOL Esporte na ocasião.

O presidente santista já faz um trabalho de estudo para garantir o direito do associado do clube com a transferência de mando de jogos. Como muitos sócios possuem camarotes e cadeiras cativas na Vila Belmiro, eles precisam ser realocadas nos novos lugares.

Lucas Lima está fora do jogo contra peruanos

O meia Lucas Lima sofreu estiramento no músculo posterior da coxa direita e está fora do jogo contra o Sporting Cristal nesta terça-feira, e diante do Cruzeiro no próximo fim de semana. Mas o atleta corre o risco de perder mais jogos pela equipe santista.

Vladimir Hernández, que atuou como titular na vaga de Ricardo Oliveira contra o The Strongest na semana passada, é o mais cotado para ficar com a vaga. Jean Mota, Rafael Longuine e até Copete também brigam pela posição.

Nove primeiros jogos do Santos na Vila neste século:

2017: 9 jogos, 6 vitórias e 3 derrotas, 66,6%
2016: 9 jogos, 6 vitórias e 3 empates, 77,7%
2015: 9 jogos, 7 vitórias e 2 empates, 85,1%
2014: 9 jogos, 9 vitórias, 100%
2013: 9 jogos, 7 vitórias e 2 empates, 85,1%
2012: 9 jogos, 9 vitórias, 100%
2011: 9 jogos, 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota, 74%
2010: 9 jogos, 7 vitórias, 1 empate e 1 derrota, 81,4%
2009: 9 jogos, 7 vitórias e 2 empates, 85,1%
2008: 9 jogos, 7 vitórias, 1 empate e 1 derrota, 81,4%
2007: 9 jogos, 8 vitórias, 1 derrota, 88,8%
2006: 9 jogos, 9 vitórias, 100%
2005: 9 jogos, 6 vitórias e 3 empates, 77,7%
2004: 9 jogos, 6 vitórias e 3 empates, 77,7%
2003: 9 jogos, 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota, 74%
2002: 9 jogos, 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota, 74%
2001: 9 jogos, 7 vitórias e 2 derrotas, 77,7%

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos