Willian decide, e Palmeiras avança em 1º com vitória sobre Tucumán

Danilo Lavieri e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • NELSON ALMEIDA/AFP

    Mina marcou o seu terceiro gol na Copa Libertadores e abriu o caminho para a vitória

    Mina marcou o seu terceiro gol na Copa Libertadores e abriu o caminho para a vitória

O Palmeiras cumpriu o objetivo de terminar com a liderança do Grupo 5. Na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque, a equipe comandada por Cuca derrotou o Atlético Tucumán-ARG por 3 a 1, gols de Yerry Mina, do artilheiro Willian e de Zé Roberto, e assegurou a primeira colocação, que permite ao atual campeão brasileiro decidir a fase oitavas de final diante do torcedor em São Paulo.

Veja os gols de Palmeiras 3 x 1 Atlético Tucumán

O resultado positivo, que veio graças ao nono gol de Willian no ano - o goleador da equipe em 2017 -, deixou o clube alviverde com 13 pontos e quatro gols positivos de saldo – somente após a rodada desta quinta-feira, o time de Cuca saberá em qual posição entrará no sorteio, a ser realizado no dia 14 de junho. A segunda posição do grupo ficou com o Jorge Wilstermann-BOL, mesmo com a derrota por 2 a 0 para o Peñarol. Veja os gols da vitória dos uruguaios.

O triunfo também serve como uma resposta a Cuca. Eliminado na etapa de grupos no ano passado, quando caiu da competição após comandar o time alviverde em três jogos, o treinador reestreou na competição de maneira positiva. Será o primeiro mata-mata do comandante no torneio desde 2013, quando levantou a taça pelo Atlético-MG.

Agora, antes de pensar no início da etapa decisiva da Copa Libertadores, o Palmeiras retoma a atenção ao Campeonato Brasileiro. No sábado, a partir das 19h (de Brasília), o clube tentará a reabilitação na competição diante do arquirrival São Paulo, no Morumbi, pela terceira rodada da mais importante competição nacional.

Nacho Doce/Reuters
Willian é o goleador palmeirense na temporada com nove gols marcados

Quem foi bem: Alejandro Guerra

O meio-campista venezuelano teve atuação destacada na noite desta quarta-feira e teve participação direta nos dois gols do Palmeiras. No primeiro, Guerra lançou Guedes, que deu a assistência a Mina. No segundo, cruzou a bola para a área, que sobrou para Willian dar a vitória ao atual campeão nacional. Saiu aplaudidíssimo pelo público.

Quem foi mal: Fernando Prass

Em uma noite na qual o Tucumán se mostrou tímido no campo de ataque, o gol argentino saiu graças a um erro de Fernando Prass. O goleiro palmeirense errou o tempo de bola no cruzamento e permitiu a Rodríguez igualar o marcador até então.

Borja tem atuação tímida

Tratado como dúvida até a chegada da equipe no Allianz Parque, Miguel Borja começou a partida decisiva entre os titulares, mas pouco colaborou. Com movimentação tímida e travado, o centroavante mal participou das principais chances palmeirenses. Na marcação, cobrança constante, recebeu chamados em alguns momentos do jogo. Saiu com 14min do segundo tempo

Palmeiras volta a falhar pelo alto

Ale Cabral/AGIF
Palmeiras sofreu novo gol de bola aérea, o principal defeito do time no ano

O drama das bolas aéreas voltou a atingir o Palmeiras na noite desta quarta-feira. O Atlético Tucumán chegou ao empate por intermédio de uma bola levantada para a área, na qual Rodríguez aproveitou cruzamento aos 11min da etapa final e igualou o marcador. Foi o oitavo gol sofrido pelo alto, em nove durante toda esta fase de grupos.

Cucabol

Pode-se colocar o primeiro gol palmeirense na 'conta do Cuca'. A jogada ensaiada de bola parada foi trabalhada nos dois dias que antecederam o jogo e é uma marca de Cuca. No ano passado, contra o Coritiba, Mina também completou para as redes uma jogada semelhante, após passe de Róger Guedes. Contra um Tucumán, em um quase dejá vu, o camisa 23 voltou a assistir o zagueiro colombiano, que abriu o placar logo aos 15min da primeira etapa.

Nacho Doce/Reuters
Gol de Mina saiu em jogada muito trabalhada por Cuca na Academia de Futebol

Calça vinho voltou

'Ausente' na derrota por 1 a 0 para a Chapecoense, no último final de semana, a calça vinho de Cuca retornou nesta quarta. Em uma partida decisiva pela principal competição palmeirense no ano, o treinador apostou na vestimenta que se tornou 'moda' entre os torcedores.

'Pitbull, cachorro louco'

Suspenso por seis jogos pela Conmebol depois na confusão ocorrida em Montevidéu, Felipe Melo compareceu ao Allianz Parque na noite desta quarta-feira para acompanhar a partida. Mesmo fora do jogo e das próximas fases da competição sul-americana., o camisa 30, presente em um camarote da arena junto ao cortado Erik, teve o nome gritado pelos torcedores antes do compromisso: 'o bagulho é louco; Felipe Melo, Pitbull, cachorro louco'.

'Glória, glória! Aleluia!

Reprodução/TV Globo

Além de Felipe Melo, outra presença especial marcou a despedida do Palmeiras da fase de grupos da Libertadores. De férias após a temporada de estreia no Manchester City, Gabriel Jesus presenciou o embate em um camarote localizado no 4º andar do Allianz Parque. O camisa 9 da seleção chegou ao Brasil na última terça e aproveitou a visita para prestigiar o clube responsável por revela-lo para o futebol mundial.

Homenagem póstuma

Antes de a bola rolar, a organização da partida determinou um minuto de silêncio em homenagem póstuma a três torcedores: um palmeirense e dois 'hinchas' do Atlético Tucumán, mortos em acidente sofrido ainda na Argentina, a caminho de São Paulo para a partida desta quarta-feira. Os palmeirenses, em atitude louvável, trocaram a calmaria pelos aplausos como tributo aos argentinos.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 x 1 ATLÉTICO TUCUMÁN-ARG

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 24 de maio de 2017 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Público: 37.918 pessoas
Renda: R$ 2.759.876,31
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Eduardo Diaz e John Alexander León (ambos da Colômbia)
Cartões Amarelos: Thiago Santos (Palmeiras); Evangelista, Canuto e Aliendro (Atlético Tucumán)
Cartão Vermelho: González (Atlético Tucumán)

Gols:
PALMEIRAS: Yerry Mina, aos 15min do 1º tempo; Willian, aos 24min do 2º tempo; e Zé Roberto, aos 46min do 2º tempo
ATLÉTICO TUCUMÁN: Rodríguez, aos 11min do 2º tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Thiago Santos e Tchê Tchê; Róger Guedes (Fabiano), Alejandro Guerra (Michel Bastos) e Dudu; Miguel Borja (Willian).
Técnico: Cuca.

ATLÉTICO TUCUMÁN: Lucchetti; Di Plácido, Bianchi, Canuto e Evangelista; Aliendro, Leyes, Álvarez (Cuello) e Barbona; González (Menendez) e Rodríguez.
Técnico: Pablo Lavallen.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos