Conmebol marca sessão extraordinária para Palmeiras apresentar defesa

Rodrigo Mattos

Do UOL, em Assunção (Paraguai)

  • Andres Stapff/Reuters

    Felipe Melo acerta soco em Matias Mier, do Peñarol

    Felipe Melo acerta soco em Matias Mier, do Peñarol

A Conmebol marcou a sessão extraordinária para ouvir a defesa do Palmeiras em relação às punições impostas de seis jogos de suspensão a Felipe Melo e de três jogos sem poder levar torcida visitante nos próximos jogos da Libertadores.

Os advogados do clube poderão ir a Assunção, no Paraguai, no próximo dia 23 de junho. A expectativa é que o lobby feito durante os últimos dias, inclusive com direito a conversa com o presidente da entidade, surta efeito.

Vale destacar que a sessão pode ser considerada extraordinária porque é de praxe que a Conmebol aceite a defesa apenas por documentos. Não é normal que os clubes façam a sua defesa in loco, diante dos membros do Tribunal. 

Em entrevistas recentes, inclusive, Alejandro Dominguez afirmou que o rigor aplicado a Palmeiras pode ser considerado além do esperado. O presidente da Conmebol também completou afirmando que a Chapecoense também teve uma punição exagerada.

O dirigente, no entanto, ressaltou que não tem interferência nos julgamentos feitos pelo Tribunal. Em conversa com os clubes brasileiros no mês passado, em evento na CBF (Confederação Brasileira de Futebol), ele disse que o órgão é completamente independente. 

Na última quarta-feira, o sorteio da competição colocou o Palmeiras para enfrentar o Barcelona-EQU na próxima fase da competição. A tendência é que o jogo seja marcado para o dia 5 de julho, mas a oficialização das datas será feita em breve. 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos