Grêmio faz gol-relâmpago, vence Godoy Cruz e fica perto das quartas

Do UOL, em Porto Alegre

  • PACHY REYNOSO/EFE

Um gol com 45 segundos e atuação sóbria fora de casa deixaram o Grêmio mais perto das quartas de final da Libertadores. Nesta terça-feira (4), o Tricolor venceu o Godoy Cruz, em Mendoza, por 1 a 0 na partida de ida do duelo. Ramiro balançou as redes em um jogo com muitas entradas violentas e poucos riscos ao gol do time gaúcho.

Assista ao gol da vitória do Grêmio

Com o resultado fora de casa, o Grêmio pode até empatar em 9 de agosto na Arena que estará classificado à próxima fase.

Sem se intimidar com o fator mando de campo e a violência do adversário, o Grêmio conseguiu ter o controle do jogo em boa parte do duelo. Ainda imprimiu seu jogo, com troca de passes e avanço pelos lados.

Quem foi bem: Ramiro

O camisa 17 apareceu dentro da área, como já virou rotina, e marcou o gol com menos de um minuto de jogo. Além da bola na rede, Ramiro foi intenso e ajudou na fase defensiva. Expoente de uma atuação sólida do Grêmio.

Quem foi mal: Morro Garcia

O centroavante perdeu boa chance de cabeça, no segundo tempo. O lance, que terminou com grande defesa de Marcelo Grohe, foi sua única oportunidade na partida. O que denota atuação fraca.

Personagem: Grohe salva com o pé e leva amarelo

Marcelo Grohe foi decisivo. O goleiro salvou com o pé direito uma das raras chances de gol do Godoy Cruz. Ele, contudo, também recebeu cartão amarelo no primeiro tempo. A advertência foi por suposta cera, matando tempo, antes de um tiro de meta.

Grêmio faz jogo maduro

Marcelo Ruiz/Reuters

Um gol com 45 segundos e sobriedade durante toda a partida. O Grêmio foi maduro ao extremo fora de casa, com direito a cabeça no lugar para aguentar entradas violentas e saber trocar o estilo de jogo para minimizar riscos.

Além do gol de Ramiro, o Tricolor ainda teve pelo menos mais duas chances antes do intervalo. Em uma delas, Edilson parou na mão de Rodrigo Rey e depois no travessão. Com volume e profundidade, o Grêmio chegou a primeira parte com 59% da posse de bola.

No segundo tempo o Grêmio foi mais cauteloso e com isso, sofreu pressão. Grohe fez duas boas defesas e evitou gol adversário. Na frente, as chances ficaram mais escassas, mas o controle mesmo sem a bola foi constante.

Gol-relâmpago abala Godoy Cruz

O gol de Ramiro forçou o Tomba a jogar na bola e sem ela. Com a posse, o Godoy Cruz procurou cruzamentos para chegar à área do Grêmio. Mesmo intenso, o time argentino não conseguiu encurralar o Tricolor e ficou longe do empate.

Depois do intervalo os donos da casa se soltaram para o ataque e criaram oportunidades na base da bola na área. Morro Garcia e Garro finalizaram de dentro da área. Menos violento e mais focado no jogo, o Tomba parou em uma defesa sólida e com boa dose de sorte.

Catimba

A Libertadores é de 2017, mas o Godoy Cruz jogou como nos velhos tempos. Cotovelada no rosto, carrinho por trás, dois pés por cima da bola e chute em adversário caído. O Tomba não perdeu a viagem em vários lances e foi violento inúmeras vezes. A catimba tradicional dos clubes portenhos foi a arma para o time da casa tentar equilibrar o duelo.

Uniforme campeão

O Grêmio foi obrigado a usar o uniforme de 2016 na Argentina. Como o Godoy Cruz joga com camisas azuis, as duas opções da linha atual foram descartadas. No lugar da tradicional tricolor e da celeste, o Tricolor atuou com peça branca. O vestuário foi eternizado pela conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil.

Corneta no Inter

Andres Larrovere/AFP

Centenas de gremistas acompanharam o jogo in loco, no estádio Malvinas Argentinas, e não perderam a chance de tirar onda. Uma faixa lembrou do rival Internacional, rebaixado no ano passado.

FICHA TÉCNICA
GODOY CRUZ-ARG 0 X 1 GRÊMIO

Data e hora: 04/07/2017 (terça-feira), às 19h15min (horário de Brasília)
Local: estádio Mundialista, em Mendoza (ARG)
Árbitro: Victor Carrillo (PER)
Auxiliares: Jonny Bossio (PER) e Coty Carrera (PER)
Cartões amarelos: Luciano Abecasis, Ángel González, Fabián Henríquez, Javier Correa (GOD); Marcelo Grohe (GRE)
Gols: Ramiro, aos 45 segundos do primeiro tempo (GRE)

GODOY CRUZ-ARG: Rodrigo Rey;  Luciano Abecasis, Olivarez, Leonel Galeano e Facundo Cobos (Angeleri); Ángel González (Pol Fernández), Fabián Henríquez, Gastón Giménez e Juan Garro; Javier Correa e Morro García
Técnico: Lucas Bernardi

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Pedro Geromel, Walter Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Jailson), Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Everton); Lucas Barrios (Fernandinho)
Técnico: Renato Gaúcho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos