Levir vê decisão aberta contra o Atlético-PR e cobra torcida do Santos

Do UOL, em Santos (SP)

  • Flavio Hopp/Estadão Conteúdo

    Treinador disse que torcida está afastada do time e alerta para o jogo de volta na Vila

    Treinador disse que torcida está afastada do time e alerta para o jogo de volta na Vila

Apesar de o Santos vencer o Atlético-PR por 3 a 2, nesta quarta-feira, na Vila Capanema, em Curitiba, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, o técnico Levir Culpi fez questão de explicar que a decisão ainda está aberta para o jogo de volta, no dia 10 de agosto, na Vila Belmiro.

Veja os gols de Atlético-PR 2 x 3 Santos

"O tamanho é difícil de medir. É uma situação muito favorável, o resultado foi ótimo. Agora é nossa vez de jogar em casa e aproveitar o que tem de bom de jogar em casa. Ainda está em aberto, é claro, a Libertadores é assim. São jogos de 100%, nem mais e nem menos. É claro, tenho 50 anos de futebol, nada pode me surpreender. É uma rotina isso, acontece muito. Há uma lógica, melhoramos nossa condição, mas temos mais 90 minutos", afirmou o comandante santista.

Levir, inclusive, aproveitou para cobrar o torcedor do Santos. Para ele, a torcida anda muito afastada do time. Por conta disso, o treinador fez uma convocação para o jogo de volta, na Vila Belmiro.

"Enxerguei como acabei de falar (resultado). Esse é o futebol. O jogo não acabou. No Atlético-MG, tínhamos situações irreversíveis e a gente vai e reverte. Tivemos os melhores momentos. Merecemos a vitória. Temos agora que colocar a nossa força fora de casa. Principalmente o torcedor. O torcedor do Santos anda afastado do time, não sei porque, talvez por nossa causa. Vai ser mais fácil, mais favorável se tivermos juntos", disse.

Além de Kayke, que marcou dois gols, e Lucas Lima, que se destacou com assistências, o técnico Levir Culpi também foi decisivo na partida. Após sofrer o gol no início da partida e ver o atacante Bruno Henrique não acompanhar o lateral Sidcley, o treinador inverteu os atacantes de lado.

Copete, melhor marcador do que Bruno Henrique, passou a atuar do lado direito do ataque e conseguiu neutralizar as descidas do lateral do Furacão para o ataque.

"A gente tem algumas visões dentro da partida, mas não representa a verdade as vezes. Eu não gostei porque menos de cinco minutos, o lateral do Atlético foi dentro do nosso gol, logo no início, quando estamos com atenção total no jogo", disse.

Com a vitória por 3 a 2, o Santos pode perder até por 1 a 0 e 2 a 1 que garante a classificação no jogo de volta, dia 10 de agosto, na Vila Belmiro. Derrota por 3 a 2 leva a decisão para os pênaltis. Vitória do Furacão acima de dois gols classifica o time paranaense.

Já pelo Campeonato Brasileiro, a equipe santista joga o clássico contra o São Paulo, neste domingo, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos