Só com Elias, Atlético-MG gastou mais que orçamento anual do J. Wilstermann

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AFP PHOTO

    Na Bolívia, Jorge Wilstermann venceu o Palmeiras por 3 a 2, pela fase de grupos da Libertadores

    Na Bolívia, Jorge Wilstermann venceu o Palmeiras por 3 a 2, pela fase de grupos da Libertadores

Adversários nesta quarta-feira, Atlético-MG e Jorge Wilstermann só têm em comum o fato de estarem entre os 16 melhores times da América do Sul em 2017. Brasileiros e bolivianos iniciam às 21h45, no Estádio Félix Capriles, em Cochabamba, o duelo pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Clubes que vivem realidades financeiras bem diferentes.

Enquanto o Atlético viajou para a Bolívia com uma delegação rechegada de jogadores conhecidos por todo o continente, o modesto Jorge Wilstermann contratou o desconhecido Carlinhos, que foi reserva da URT durante o Campeonato Mineiro. A equipe de Patos de Minas, inclusive, foi eliminada pelo Galo na semifinal.

Victor, Rafael Carioca, Elias, Cazares, Robinho e Fred são alguns dos grandes nomes do Atlético. Jogadores que gozam de prestígio em toda a América do Sul. Reflexo da capacidade financeira de cada clube. Para 2017, o Conselho Deliberativo do Atlético aprovou um orçamento de R$ 328 milhões. Quantia inimaginável para o Jorge Wilstermann.

De acordo com a assessoria de imprensa do clube boliviano, a estimativa para esta temporada é de uma arrecadação de US$ 2 milhões. Convertido, esse valor é pouco mais do que R$ 6,6 milhões. Apenas para contratar Elias, que chegou à Cidade do Galo no último dia de janeiro, o Atlético pagou R$ 8,5 milhões ao Sporting, de Portugal.

Mas não é isso que vai fazer os jogadores atleticanos esperarem um jogo fácil. Muito pelo contrário. O Atlético acredita em um duelo bastante equilibrado em Cochabamba. Embora o Jorge Wilstermann tenha terminado apenas na décima colocação no campeonato local, com 12 participantes, na Libertadores a equipe tem 100% de aproveitamento como mandante.

Foram três jogos e três vitórias. Goleada por 6 a 2 sobre o Peñarol, triunfo por 2 a 1 sobre o Atlético Tucumán e o resultado de maior peso durante fase de grupos foi sobre o Palmeiras. O Jorge Wilstermann venceu por 3 a 2, deu um passo importante para se classificar no torneio e ainda derrubou o técnico Eduardo Bapstista.

"Acredito que eles vão ter uma postura bastante ofensiva, pois vão jogar dentro de casa. O Palmeiras veio aqui e teve bastante dificuldade. Então, a gente tem de fazer um jogo inteligente, para conseguir levar alguma coisa para o Brasil, pois o Atlético tem o prazer de decidir a vaga diante da nossa torcida", comentou o volante Rafael Carioca, que volta ao time após cumprir suspensão no clássico contra o Cruzeiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos