Meia do Botafogo toma remédio para dormir por conta de foguetório em hotel

Do UOL, no Rio de Janeiro

Além da pressão dos uruguaios no estádio Parque Central, em Montevidéu (URU), o Botafogo teve que superar um foguetório na madrugada anterior no hotel onde estavam hospedados na capital uruguaia antes da vitória por 1 a 0 sobre o Nacional nesta quinta-feira. Meia da equipe, Rodrigo Lindoso revelou que precisou tomar remédios para dormir, mas ressaltou que a ação serviu de estímulo para os jogadores.

Assista ao gol do jogo 

"Eu, particularmente, tive dificuldade essa noite para dormir. Acabei até sendo adepto do remédio. Eu escutei um (foguetório) às 1h e pouca e outro umas 4h e pouca. Essas coisas eles acham que prejudica a gente, mas acaba nos motivando mais", declarou ao Sportv.

Autor do gol da vitória, o meia João Paulo vibrou com seu primeiro com a camisa alvinegra. O jogador já havia sido cobrado pelo técnico Jair Ventura para se aproximar mais da área nas jogadas ofensivas.

"Eu também me cobro, eles (jogadores) me cobram... Sei que tenho que cumprir mais essa função e fico feliz em contribuir com essa vitória", disse.

O jogo de volta das oitavas de final entre Botafogo e Nacional acontecerá dia 10 de agosto no estádio Nilton Santos. O Alvinegro poderá jogar com a vantagem do empate para garantir classificação à próxima fase.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos