Santos pode ter "time novo" para consolidar classificação na Libertadores

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Stringer/AFP

    Atacante Nilmar pode ser um dos reforços. Até sete jogadores diferentes podem jogar

    Atacante Nilmar pode ser um dos reforços. Até sete jogadores diferentes podem jogar

Depois de vencer o Atlético-PR por 3 a 2 e abrir vantagem no confronto de oitavas da Copa Libertadores da América, o Santos pode entrar em campo bastante reforçado para o jogo de volta, no dia 10 de agosto, na Vila Belmiro. Reforços caseiros e do mercado da bola podem fazer o técnico Levir Culpi escalar um "time novo" para consolidar a classificação para as quartas de final da competição continental.

Veja os gols de Atlético-PR 2 x 3 Santos

Além do atacante Nilmar, que realiza uma bateria de exames médicos e pode ser contratado a qualquer momento, o UOL Esporte apurou que a diretoria santista agora busca um meia de criação. A iniciativa surgiu após a grave lesão no joelho do meia Vitor Bueno, que só volta a atuar em 2018.

A diretoria santista também está preocupada com a situação do meia Lucas Lima, já que o camisa 10 ainda não respondeu à proposta de renovação feita há três meses pelo presidente Modesto Roma.

Diretoria e comissão técnica ainda pretendem inscrever para o jogo de volta mais dois jogadores: os zagueiros Luiz Felipe e Gustavo Henrique, antigos titulares e que estão em fase final de recuperação de cirurgias ligamentares no joelho. Os reforços podem chegar a sete no total. Até a volta, o departamento médico também promete liberar o atacante Ricardo Oliveira e os laterais Zeca e Caju.

Ricardo Oliveira se recupera de pneumonia, mas já treina no gramado. A comissão técnica aproveitou para submeter o centroavante a uma espécie de pré-temporada, pois o jogador desfalcou a equipe em janeiro por conta de uma caxumba. Já Zeca e Caju sofrem com constantes lesões musculares, mas devem ser liberados até o jogo de volta.

Apesar de reforçar o elenco, Levir Culpi acredita que muitas mudanças fazem o jogo de volta ser uma incógnita em relação à classificação. Na visão dele, o Atlético-PR também pode se reforçar.

"Os jogos são muitos difíceis. Tem os jogadores que estarão voltando do departamento médico, tem as contratações. Não tem um time pronto que não vai mexer em ninguém. Alguns times estão um pouco à frente pela manutenção da comissão técnica e do elenco, mas todos mexem. E quanto mais se mexe, mais difícil de acertar", disse Levir.

Com a vitória por 3 a 2, o Santos pode perder até por 1 a 0 e 2 a 1 que garante a classificação no jogo de volta, dia 10 de agosto, na Vila Belmiro. Derrota por 3 a 2 leva a decisão para os pênaltis. Vitória do Furacão acima de dois gols classifica o time paranaense. Já pelo Campeonato Brasileiro, a equipe santista joga o clássico contra o São Paulo, neste domingo, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos