Atlético-MG homenageia ídolos que completaram 300 jogos pelo clube

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação/Atlético-MG

    Victor e Leonardo Silva foram homenageados pelos 300 jogos com a camisa do Atlético-MG

    Victor e Leonardo Silva foram homenageados pelos 300 jogos com a camisa do Atlético-MG

Com a diferença de uma semana, o goleiro Victor e o zagueiro Leonardo Silva completaram 300 jogos com a camisa do Atlético-MG. E como é costume do clube, sempre que um atleta atinge uma marca significativa, o jogador é homenageado com uma camisa personalizada e uma placa comemorativa.

A diretoria alvinegra aproveitou a proximidade em que os dois ídolos da torcida completaram 300 partidas e ambos foram homenageados nesta terça-feira, na Cidade do Galo. Leonardo Silva atingiu a marca no triunfo por 2 a 0 sobre o Coritiba, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já Victor conseguiu o feito na semana seguinte, na derrota por 2 a 0 para o Grêmio, pela 19ª rodada.

Coincidentemente, a homenagem aos dois jogadores aconteceu um dia antes do jogo decisivo pela Copa Libertadores, contra o Jorge Wilstermann. O Atlético precisa vencer a equipe boliviana por dois gols de diferença para avançar no torneio continental. E foi justamente com a conquista da Libertadores de 2013 que Victor e Leonardo Silva se eternizaram na galeria de grandes ídolos do clube.

Ambos foram decisivos na vitoriosa campanha de quatro anos atrás. E resgatar esse período vencedor do Atlético é o desejo de Victor, que tem contrato com o clube até o final de 2020.

"Para mim é uma honra, um orgulho, uma alegria imensa vestir essa camisa em tantas oportunidades, conquistas e alegrias. Quando se diz que você entra funcionário e sai torcedor é muito verdade. Hoje me sinto um grande torcedor do Atlético. Amo essa camisa. Procuro fazer o meu melhor para defender as cores do Atlético. Espero que seja apenas uma parte dessa história vencedora. Espero mais 100, 200, não sei quanto tempo continuarei para que me permita isso. Prometo fazer meu melhor, dar meu sangue e suor para dar mais conquistas a esse clube que eu aprendi a amar.

Victor foi decisivo pegando pênaltis na Libertadores de 2013. E Leonardo Silva foi o autor do gol na final, contra o Olímpia, que manteve o Atlético na disputa pelo título. O zagueiro também foi o último atleticano a cobrar uma penalidade naquela decisão e fez o gol, possibilitando a conquista do inédito título após a cobrança na trave do pênalti de Matías Giménez.

"É uma honra receber essa placa. Chegar a esses números me deixa feliz, satisfeito, por tudo que conseguimos conquistar dentro de campo, com o respeito de todo torcedor, amigos que aqui fizemos. E marcar o nome na história do clube com todas essas conquistas. Agradeço ao Daniel, a todos que me apoiaram e me deram força".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos