Após jogar no sacrifício, Moisés sai em defesa de Egídio

Do UOL, em São Paulo

  • Ronny Santos/Folhapress

    Egídio ganha abraço de Moisés após perder pênalti contra o Barcelona

    Egídio ganha abraço de Moisés após perder pênalti contra o Barcelona

Moisés foi o melhor jogador do Palmeiras na eliminação diante do Barcelona-EQU. "Jogando no sacrifício", o meio-campista fez o gol no tempo normal e ainda acertou o pênalti. Assista ao gol do Palmeiras e a disputa por pênaltis.

Como um dos líderes, foi o primeiro a sair em defesa de Egídio, que errou o último pênalti na derrota por 5 a 4, em pleno Allianz Parque. Minutos depois, o técnico Cuca também defendeu o lateral esquerdo.

"O Egídio não tem culpa nenhuma. Alguém tem que errar e infelizmente foi ele. Um jogador que nos ajudou", afirmou em entrevista na saída do campo.

Moisés sabe que a pressão agora vai aumentar consideravelmente. O time só tem a disputa do Campeonato Brasileiro pela frente.

"(Tem) Pressão pelo investimento: Normal. Você vem para o Palmeiras e tem que se acostumar com pressão. A gente tem que se cobrar. Esse grupo tem muito brilho, muitos homens que trabalham sério e vamos fazer um grande ano para que a gente vá para a Libertadores ano que vem de novo", disse o meio-campista, que disse que saiu com dores no joelho. Hoje o Palmeiras é o quarto colocado no Brasileiro com 32 pontos, 15 atrás do líder Corinthians.

O técnico Cuca também fez questão de sair em defesa de Egídio. "Todos nós somos culpados. Eu já estou cansado de dizer que o Egídio é o melhor lateral esquerdo que temos. Ele às vezes erra, mas é um bom menino", disse. "Não podemos reclamar de ninguém, exceto nas cobranças de pênaltis", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos