Torcedores do Nacional quebram 220 cadeiras; time uruguaio paga prejuízo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bernardo Gentile/UOL

    Torcedor do Nacional-URU detido pela polícia no Nilton Santos

    Torcedor do Nacional-URU detido pela polícia no Nilton Santos

Onze torcedores do Nacional-URU foram detidos na noite desta quinta-feira (10) por quebrarem cadeiras do estádio Nilton Santos e entrarem em conflito com a polícia militar, durante o jogo contra o Botafogo, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. O time alvinegro venceu por 2 a 0 e se classificou às quartas para pegar o Grêmio.

Assista aos gols da vitória do Botafogo.

Já nos minutos finais da partida, torcedores botafoguenses começaram a entoar o coro de "eliminado" para os adversários. Alguns uruguaios se irritaram e passaram a depredar o estádio. Cerca de 220 cadeiras foram danificadas e o prejuízo foi estimado em R$ 60 mil. A diretoria do Nacional reembolsou o Botafogo no ato.

A polícia militar reagiu com gás de pimenta e deteve os 11 torcedores, que foram encaminhados ao Jecrim. Como o prejuízo já havia sido pago pelo clube uruguaio, todos os detidos foram liberados em seguida.

O clima foi quente dentro de campo também no final da partida. O time do Nacional começou a abusar da agressividade nas faltas e três atletas foram expulsos - Polenta, Rodríguez e Aguirre -, além do lateral botafoguense Victor Luís, que também recebeu cartão vermelho na confusão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos