O que Botafogo precisa fazer para eliminar Grêmio e seguir na Libertadores?

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Luciano Belford/AGIF

    Zagueiro Joel Carli é um dos símbolos da boa fase da defesa do Botafogo

    Zagueiro Joel Carli é um dos símbolos da boa fase da defesa do Botafogo

O Botafogo empatou por 0 a 0 com o Grêmio no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores. O resultado não foi o esperado, mas também não foi lamentado por jogadores e comissão técnica. Na atual situação, o Alvinegro precisará manter algumas características e melhorar em outras para avançar na competição.

O UOL Esporte fez uma análise do que o Botafogo terá pela frente e o que deverá fazer para eliminar o Grêmio e chegar às semifinais da Libertadores.

Defesa forte

O Botafogo tem se caracterizado por ostentar uma defesa bem postada. Nos últimos sete jogos eliminatórios, o time sofreu apenas dois gols. Na Copa do Brasil eliminou Atlético-MG após perder por 1 a 0, em Belo Horizonte, e reverter a situação com 3 a 0, no Rio. Mesmo caindo para o Flamengo, o Alvinegro levou apenas um gol nos dois jogos.

Na Libertadores, os números são ainda melhores. Após passar da pré-Libertadores por Colo-Colo e Olímpia-PAR, o Botafogo passou com tranquilidade pelo grupo da morte, eliminando Estudiantes-ARG e Atlético Nacional-COL. Nas oitavas de final, duas vitórias sobre o Nacional-URU sem sofrer gols.

Caso não sofra gol do Grêmio, em Porto Alegre, o Botafogo no mínimo disputará nos pênaltis uma vaga na semifinal da Libertadores. O sistema defensivo do Alvinegro ´passará por um teste daqueles, mas caso seja aprovado...

Melhorar força ofensiva

Se a defesa vai muito bem, o ataque precisa melhorar nesses jogos eliminatórios. Contra Flamengo e Grêmio, o Botafogo chegou a três jogos sem balançar as redes. Com o 0 a 0 no primeiro jogo, marcar gol na partida de volta será importantíssimo para as pretensões do Alvinegro na competição.

Caso balance as redes, o Botafogo só perderia a vaga em caso de derrota. Qualquer empate com gol favorece o time de Jair Ventura, que faz mistério sobre como atuará em Porto Alegre. O fato é que o time foi muito criticado após a eliminação para o Flamengo, quando deu apenas um chute a gol em dois jogos.

Assim, a torcida espera uma postura diferente, mas dificilmente o treinador abrirá mão da forma da equipe jogar em momento tão decisivo.

Neutralizar Luan e cia

Se na primeira partida o Botafogo não precisou se preocupar com Luan, se recuperando de lesão, no jogo de volta a história deverá ser diferente. O atacante dificilmente ficará de fora do duelo decisivo. E isso é mais uma dor de cabeça para o time carioca.

Luan é um dos principais jogadores do Brasil e está vivendo grande fase, sendo inclusive convocado para defender a seleção brasileira. Com ele em campo, o Grêmio fica ainda mais perigoso.

Regularidade de Arthur e Ramiro

Luan e Geromel fizeram falta ao time do Grêmio no primeiro jogo, mas dois jogadores mostraram que conseguem jogar o fino da bola mesmo com os desfalques. Ramiro e, principalmente, Arthur mantêm uma regularidade impressionante e deixaram o técnico Jair Ventura de cabelo em pé.

Os dois conseguiram desarrumar o meio de campo do Botafogo, que teve que se reorganizar no intervalo. No segundo tempo, o Alvinegro resolveu o problema e melhorou em campo. Mas o desempenho da dupla entrou de vez no radar do treinador. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos