Santos não aproveita um a mais, perde em casa e está fora da Libertadores

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • LUCAS BAPTISTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Jonatan Álvez marcou o gol que eliminou o Santos na competição continental

    Jonatan Álvez marcou o gol que eliminou o Santos na competição continental

O Santos está eliminado da Copa Libertadores da América. Único invicto do torneio até então, o alvinegro praiano perdeu justamente quando não podia. Em um jogo marcado por três expulsões, teve uma atuação pouco inspirada e foi derrotado pelo Barcelona-EQU por 1 a 0, nesta quarta-feira (20), na Vila Belmiro.

Veja os melhores momentos de Santos 0 x 1 Barcelona-EQU

A equipe santista sentiu bastante a ausência de três titulares (Lucas Lima, Renato e Victor Ferraz), mas o camisa 10 foi o jogador que fez mais falta em campo. O técnico Levir Culpi tentou suprir as carências do setor com Vecchio no primeiro tempo e Jean Mota na segunda etapa, mas o time levou pouco perigo ao gol adversário. Nem mesmo o fato de ter um jogador a mais por boa parte do segundo tempo mudou o panorama.

Agora o Barcelona-EQU encara o vencedor de Grêmio e Botafogo na semifinal. As disputas da fase seguinte do torneio continental acontecerão entre os dias 24 de outubro e 2 de novembro.

O Santos volta a campo diante do Atlético-PR no próximo sábado, às 21h (de Brasília), na Vila Belmiro, em jogo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O melhor: Diáz, o "Lucas Lima" do Barcelona-EQU

O meia Diáz, camisa 10 do Barcelona, foi o grande articulador das jogadas perigosas da partida. Deu muito trabalho à defesa santista, principalmente para a dupla de volantes formada por Leandro Donizete e Alison.

O pior: Ricardo Oliveira se mostra cansado e faz jogo apagado

Marcello Zambrana/AGIF

Ricardo Oliveira esteve longe de ser o centroavante perigoso que o Santos precisava jogando em casa. É verdade que sofreu com as ligações diretas da armação santista, mas criou pouco e não levou perigo ao gol adversário.

Bruno Henrique cospe em rival e leva o vermelho

Um dos principais nomes do Santos nesta Libertadores, Bruno Henrique teve uma jornada para esquecer. Teve atuação apagada e ainda levou cartão vermelho ao cuspir em Gabriel Marques no fim da partida - o adversário revidou com uma agressão e também foi expulso.

Principal personagem da partida, o centroavante Jonatan Álvez foi outro a ir para o vestiário mais cedo. Ele foi o autor do gol da vitória da equipe equatoriana, mas no lance seguinte levou o vermelho ao acertar uma cotovelada em Alison.

Levir aposta em dupla de "volantões" e meio-campo fica lento

Marcello Zambrana/AGIF

Levir Culpi surpreendeu ao iniciar a partida com dois volantes de marcação. Leandro Donizete e Alison gostam de atuar como primeiro volante e nenhum deles costuma apoiar o ataque.

Mesmo com a marcação reforçada, os dois tiveram trabalho para parar o experiente meia Damián Diaz, do Barcelona-EQU. Para piorar, a formação 'pesada' e a ausência de Lucas Lima fizeram com que o meio-campo santista ficasse lento e nada criativo.

Daniel Guedes "assusta" Barcelona com velocidade total

O lateral direito Daniel Guedes, que substituiu o lesionado Victor Ferraz, foi um dos poucos a dar trabalho ao Barcelona-EQU, especialmente no primeiro tempo. Com velocidade, criou duas jogadas de linha de fundo em menos de 10 minutos e precisou ser parado com faltas. 

Desespero e 'chuverinho' após o gol

No segundo tempo, o técnico Gullermo Almada colocou o atacante Ayoví no lugar de Esterilla. O equatoriano deu muito trabalho para o lateral Zeca, ganhando todas as jogadas e causando muito perigo nos cruzamentos. 

Já Levir Culpi optou pela formação mais conservadora. Colocou Jean Mota no lugar de Vecchio e manteve a dupla de volantes com Alison e Leandro Donizete. Outra medida de Levir foi trocar os atacantes santistas de posição. Não funcionou.

Após cruzamento pelo lado esquerdo do ataque, Álvez marcou o gol da vitória do Barcelona-EQU. Ainda restavam mais de 20 minutos ao Santos, que passou a jogar com um homem a mais após a expulsão do centroavante do time equatoriano.

Levir só abriu o time após sofrer o gol, com a entrada de Kayke no lugar de Leandro Donizete. Mas o desespero e a falta de criatividade ofensiva tomaram conta dos santistas, que se limitaram ao 'chuverinho' da área e não conseguiram romper a barreira na área adversária.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 1 BARCELONA-EQU

Data e horário: 20 de setembro de 2017, às 21h45 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Victor Carrillo (PER)
Auxiliares: Raul Lopez Cruz (PER) e Victor Raez (PER)

Gol: Jonatan Álvez aos 23 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Daniel Guedes (Santos); Beder Caicedo e Marcos Caicedo (Barcelona-EQU)
Cartões vermelhos: Bruno Henrique (Santos), Jonatan Álvez e Gabriel Marques (Barcelona-EQU)

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Leandro Donizete (Kayke) e Vecchio (Jean Mota); Copete, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.
Técnico: Levir Culpi

BARCELONA-EQU: Banguera; Pedro Velasco, Aimar, Arreaga e Beder Caicedo; Gabriel Marques, Matías Oyola e Damián Díaz; Esterilla (Ayoví), Marcos Caicedo (Castilho) e Jonatan Álvez.
Técnico: Guillermo Almada

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos