Diretor jurídico do Grêmio nega uso de drone espião: "Fofoca pueril"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Conmebol

O Grêmio afirma não ter ligação com o homem detido pela polícia argentina no entorno do CT do Lanús, na grande Buenos Aires. Nesta segunda-feira (20), a ESPN trouxe à tona o caso e afirmou que o piloto da pequena aeronave atuava a mando do Tricolor. Segundo o diretor jurídico do clube gaúcho, não há ligação entre a instituição e o caso.

O homem com o drone foi flagrado na última sexta-feira e chegou a ser abordado pela polícia. Ele prestou esclarecimentos e foi liberado.

"Convenhamos, né? É demais, isso é uma fofoca pueril e o Grêmio rejeita. Isso é um chute, um balão. Pueril", disse Nestor Hein, diretor jurídico do Grêmio à ESPN Brasil.

Ao UOL Esporte, a polícia argentina confirmou a ocorrência. Afirmou que o homem foi levado para prestar esclarecimentos e se identificou como jornalista. Ainda de acordo com o órgão de segurança da grande Buenos Aires, o cidadão brasileiro não chegou a ser detido.

"Não temos departamento de pandorga, pipa, drone. Desconhecemos os fatos e aguardamos as provas. Eu fiquei um pouco chocado, pois sempre imaginei que tinha chegado à final por seus méritos. Por ter um bom goleiro, uma boa defesa, o Luan. Sempre imaginei que esse mérito tinha levado o Grêmio a postular o título. Mas na matéria descobri que o Grêmio chegou lá pela espionagem do clube com um drone", disparou Nestor Hein.

O drone foi erguido para acompanhar treino do Lanús em preparação à final da Libertadores.

Segundo apurou a reportagem, o Lanús já havia sido alertado sobre a possibilidade de um espião aparecer às vésperas da decisão contra o Grêmio. Os dirigentes do clube argentino ouviram a versão de que o profissional atuou também antes das partidas com Godoy Cruz-ARG, Botafogo e Barcelona-EQU.

"O vice-presidente do Lanús já falou que isso é uma bobagem, não tem consistência. Onde está a marca do Grêmio? Onde está a relação do Grêmio com a pessoa mostrada na matéria? Uma pessoa que vai a Buenos Aires e tira nota com o nome do Grêmio não liga ele ao clube. Imagina nessa situação armada, criada para nos prejudicar", comentou o dirigente do Grêmio.

Grêmio e Lanús se enfrentam nesta quarta-feira, em Porto Alegre. E a partida final será no dia 29 de novembro, no estádio La Fortaleza.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos