Zaga falha, e Grêmio cede empate ao Defensor em sua estreia na Libertadores

Do UOL, em Porto Alegre

  • AP Photo/Matilde Campodonico

    Everton, meia do Grêmio, encara a marcação do Defensor em jogo pela Libertadores

    Everton, meia do Grêmio, encara a marcação do Defensor em jogo pela Libertadores

O Grêmio suou bastante para romper a defesa rival e marcou só aos 35 min do segundo tempo, com Maicon. O time ainda comemorava seu feito quando Maulella, em uma bobeira da zaga gremista, fez o gol de empate do Defensor, encerrando a esperança pelos três pontos longe de casa. Atual campeão da Libertadores, o time gaúcho volta de Montevidéu, em sua estreia na atual edição, com um 1 a 1 contra o Defensor na bagagem. 

As defesas dos dois times, que foram perfeitas por quase todo jogo, falharam uma após a outra. Primeiro a do Defensor, que deixou uma jogada confusa acabar em gol de Maicon. E depois a do Grêmio, no gol em cobrança de escanteio em que Maulella sequer precisou pular pois estava sozinho.

Com um ponto para cada lado, uruguaios e brasileiros dividem o segundo lugar do grupo 1 da competição continental. No outro jogo da chave, o Cerro Porteño, do Paraguai, bateu o Monagas, da Venezuela.

Pela Libertadores, o Grêmio encara os venezuelanos no início de abril, na Arena. No domingo, o time tricolor enfrenta o Juventude.

Foi bem: Everton incomoda defesa

Everton foi a principal arma ofensiva do Grêmio. Em campo, o extrema esquerda do Grêmio participou da jogada do gol e abriu a defesa rival com dribles. 

Foi mal: Madson dá espaço

O lateral direito Madson deu muito espaço. As poucas jogadas tramadas pelo Defensor foram às costas dele, utilizando os avanços do meia-atacante Cougo. Tentando firmar-se titular, o ex-vascaíno ainda não conseguiu o melhor rendimento. Acabou substituído aos 16 do segundo tempo com a entrada de Alisson e a improvisação de Ramiro. 

Defesas superam ataques e jogo fica morno

O primeiro tempo foi marcado pela vitória das defesas sobre os ataques. Seja pelo chão, pelo alto ou mesmo em jogadas individuais, os setores de retaguarda de Defensor e Grêmio bateram os setores ofensivos. Não houve qualquer lance de gol claro para lado algum e a partida teve clima morno.

Estádio pequeno e quase vazio

O estádio Luis Franzini passou longe de um palco ideal para estreia na Libertadores. Com acomodações muito acanhadas, a casa do Defensor tinha arquibancadas que lembravam estádios amadores do Brasil. Os vestiários eram pequenos e somente o gramado parecia adequado. Além disso, nem mesmo em um 'caldeirão' se transformou, pois esteve quase vazio.

Cícero sofre entre zagueiros

Cícero foi eleito por Renato Gaúcho para jogar como centroavante do Grêmio. Não deu certo. Logo de cara, o ex-são-paulino sofreu entre os marcadores do Defensor. Tanto que no primeiro tempo, nenhuma chance de gol passou por ele. Sem qualquer conclusão, ele ainda não conseguiu tramar jogadas com Luan e mostrou-se prejudicado pelo posicionamento de costas ao gol rival.

Renato coloca o Grêmio no ataque com Jael

O Grêmio não conseguia criar praticamente nada. Até que Renato Gaúcho resolveu atacar. Primeiro tirou Madson e colocou Alisson, recuando Ramiro para a lateral. Depois sacou Jaílson, colocou Cícero como volante e levou Jael ao ataque. O poder de fogo aumentou e com isso as oportunidades também. Tanto bateu que o Grêmio acabou marcando, com Maicon, em jogada que começou com ele, passou por Jael, Everton e acabou nas redes. 

Zaga falha apenas uma fez. É fatal

O Grêmio ainda comemorava seu gol. Talvez por isso a defesa não tinha jogador algum sequer próximo a Maulella num escanteio cobrado pelo Defensor. O jogador uruguaio sequer precisou pular para colocar nas redes de cabeça e empatar o jogo. A defesa, que até então era perfeita, falhou uma vez, e no equívoco ficaram dois pontos. 

FICHA TÉCNICA
DEFENSOR 1 X 1 GRÊMIO

Data: 27/02/2018 (quarta-feira)
Local: estádio Luis Frazini, em Montevidéu (Uruguai)
Árbitro: Fernando Rapallini
Auxiliares: Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti
Cartões amarelos:  Maulella (DEF), Carcacio (DEF)
Gols: Maicon, do Grêmio, aos 35 minutos do segundo tempo; Maulella, do Defensor, aos 39 minutos do segundo tempo; 

DEFENSOR
Reyes; Maluella, Nicolás Correa e Goñi; Benavidez (Rabuñal), Carrera, Suarez, Cougo Rivero (Boselli) e Cardacio; Castro (Waterman) e Germán Rivero.
Técnico: Eduardo Acevedo

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Madson (Alisson), Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Jaílson (Jael), Ramiro, Luan e Everton (Maicosuel); Cícero.
Técnico: Renato Gaúcho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos